Sabe aquela história da mãe que ficou famosa por causa do filho? Esse é o caso de Stratford-upon-Avon, que foi alçada à fama pelo seu cidadão mais famoso: afinal, ela é a cidade natal de Shakespeare.

História, aliás, é o que não falta por lá, e são elas – Romeu e Julieta, Rei Lear, Hamlet – que fizeram com que Stratford se transformasse em um pólo de peregrinação mundial.

Não só de turistas, diga-se de passagem, mas especialmente de escritores famosos e artistas de teatro, que vão para a antiga casa de Shakespeare em busca de uma certa “aura” de inspiração.

casa_Shakespeare_stratford_upon_avon

São 3 milhões de turistas ao ano que chegam à cidade (para efeitos de comparação – o Brasil inteiro, como país, só este ano passou a receber 6 milhões) e todos vão para lá com destino certo: a casa onde Shakespeare nasceu e viveu até sua juventude, pouco depois do seu casamento e que hoje abriga um museu que mostra detalhes da vida e obra do dramaturgo.

casa_de_shakespeare_Inglaterra

Passear ali é uma viagem no tempo: guias vestidos com roupas de época estão em cada um dos cômodos da casa, explicando curiosidades sobre como era o cotidiano na Inglaterra de Shakespeare – e tanto móveis e objetos são réplicas da época, explicados com toda atenção e carinho.

ceia_casa_shakeaspeare_stratford
Mesa de refeições posta da época de Shakespeare, dentro do Shakespeare Birthplace

Para quem gosta de histórias da vida cotidiana – eu adoro! – vale a pena pedir para ouvir!

roupas_criança_shakespeare_inglaterra
Parece um vestido de menina? Sim, o dramaturgo era vestido com roupas de menina até 7 anos. Isso acontecia porque o surto da peste negra estava no seu auge e dizimou quase todas as crianças do sexo masculino na mesma época de William. Como na época os meninos eram considerados mais importantes do que as garotinhas, eles eram tratados com mais “mimos” e um excesso de proteção – e resultava muitas vezes numa saúde menos resistente do que a das meninas, tornando-se vítimas fáceis da peste. Então, a crença popular da época dizia que, ao vestir dos meninos com roupas femininas, “enganava-se” os espíritos da morte e o menino sobreviveria.
quarto_shakespeare_inglaterra
Shakespeare dormia neste quarto quando bebê, num berço ao lado dos pais. Já ouviu a expressão “sleep tight”, que significa um “durma bem” em inglês? Pois é, essa frase veio desta época, pois os estrados das camas eram feitos de cordas entrelaçadas, e antes das crianças dormirem era costume apertar (“tighten”) as cordas na cama para que o estrado formado por essa rede de cordas ficasse firme para que elas dormissem confortáveis.

No jardim, grupos de atores encenam trechos das obras de William a pedidos dos visitantes. Quem tem o inglês afiado pode se deliciar com encenações de Romeu e Julieta ou Hamlet, interpretadas na hora.

shakespeare_company_birthplace_stratford_upon_avon_inglaterra
A placa avisa: basta chegar e pedir sua cena de Shakespeare favorita, que os atores improvisarão na hora. Em inglês, claro!
Julieta_shakespeare_teatro_stratford_inglaterra
Uma Julieta sonhadora declama sua poesia na janela…
Ator_Romeu_Shakespeare_birthplace_Stratford_inglaterra
…enquanto Romeu aguarda sua resposta para lhe fazer juras de amor! 🙂
encenação_Hamlet_shakespeare
E em seguida, um Hamlet simpático protagoniza o famoso “ser ou não ser”!

A vibração literária é tanta que transborda para toda a cidade. Livrarias, bibliotecas , cafés e esculturas – tudo em Stratford respira a literatura! 🙂

StratfordAproveite essa sensação e passeie pela Henley street, rua exclusiva de pedestres onde fica a casa onde nasceu o escritor, e delicie-se com os diferentes cafés, restaurantes e lojas salpicados ao longo da rua: lugares como o café Food of Love são um convite delicioso a deixar a pressa de lado e pedir um café para acompanhar um bom livro.

ruas_de_Stratford_Upon_Avon

shakeaspeare_bookshop_Inglaterra_Stratford

Para quem tem tempo de esticar na cidade, vale uma ida ao Royal Shakespeare Theater, todo em estilo vitoriano tal como era na época do escritor, e onde se apresenta a Royal Shakespeare Company. Aqui está o link com a programação das peças. Os preços dos ingressos variam de 5 a 34 libras por assento, dependendo do andar que você deseja. Dá para comprar pela internet, basta clicar no link do evento.

Stratford, porém, continua charmosa muito além da Henley: é um ótimo lugar para fazer compras, com opções que vão desde pequenas boutiques charmosas como grandes marcas como a H&M, com a vantagem de não serem tão cheias quanto as filiais em Londres. E para quem não se cansou das histórias medievais, há poucos minutos dali está o Castelo de Warwick, hoje transformado em uma atração divertida para crianças, ambientada na era medieval.

crianças_brincando_castelo_warwick_inglaterra

 

Informações práticas

Como Ir: Há trens de Londres a Stratford que saem da estação de Marylebone, e a viagem dura 1 hora e 45 minutos.

Locais onde visitar: Tem o Shakespeare Birthplace (a casa onde ele nasceu) e a Anne Hathaway’s Cottage (onde a esposa dele passou a infância e onde ele ia a visitar). Se o seu tempo é curto (geralmente é, porque poucas pessoas esticam bastante uma ida a Stratford, vá ao lugar onde ele nasceu – lá é onde foram tiradas as fotos deste post e onde estão as histórias sobre o dramaturgo.

Dá para pernoitar? É uma boa opção para quem optar por pernoitar na cidade e assistir um dos espetáculos da Royal Shakespeare Company, que acontecem às noites no Royal Shakespeare Theatre. Neste link você encontra diversas opções de hotel na cidade, mas esses aqui, aqui e aqui são uma fofura e ficam pertinho do lugar onde ele nasceu.

Tours até lá: Para quem não tem tempo, há a opção de fazer uma “dobradinha de 3”: visitar Stratford junto com Oxford e ao Castelo de Warwick, passeando pela bela região rural do Cotswolds. O passeio é corrido e dura 10 horas, mas é um adianto para quem tem pouco tempo e quer ver tudo. Quem leva é a Evan e Evans Tours, que oferece esse tour em português a £84 por pessoa, com bilhetes para o  Shakespeare’s Birthplace e o castelo de Warwick incluídos.

Esta jornalista e blogueira visitou Stratford Upon Avon e o Shakespeare Birthplace em parceria com o Visit Britain e a Evan e Evan Tours.

[box]

Para ajudar na sua viagem:

Hotéis em Londres | Passagens aéreas para Londres | Ingressos para atrações em Londres (compre em português)

 

Dicas Gerais:

Do baratinho ao classudão: dicas de onde comer em Londres

Onde se hospedar em Londres: dicas para cada bolso

Vale a pena ver a troca da Guarda Real do Palácio de Buckingham?

Lojas e compras:

Cat-cafés: tomar café com gatos virou moda em Londres

Foyles: a melhor livraria de Londres

Fortnum and Mason: Compras com gosto de realeza

Atrações e Passeios:

Visita aos Estúdios do Harry Potter

Torre de Londres: Histórias, Fantasmas e Ursos Polares

Outras cidades da Inglaterra:

Stratford Upon Avon: Tour de um dia só na cidade de Shakespeare

Legoland: Um passeio com crianças nos arredores de Londres

Banksy, street-art e uma caça aos graffitis em Bristol.

Brighton: Todas as dicas (e vários motivos) para você se apaixonar por lá

Warwick: um castelo para crianças a duas horas de Londres

Festival de Balões em Bristol: Um show de luz e de graça (de graça!)

[/box]

Comments

6 COMENTÁRIOS

  1. Eu fui pra Stratford-Upon-Avon em mil novecentos e batatinha, com a Julie ainda pequena. Além de termos ficado no Bed & Breakfast mais charmoso ever, com as pessoas mais gentis do mundo, conseguimos ingresso para ver Romeo & Juliet, à noite. Desnecessário dizer que a Julie dormiu, mas eu quase morri de felicidade! 😉

    • Oi, Marcie!
      Pois é, eu tive meus momentos de amor e ódio com Londres, mas Stratford foi só amor: a cidade e as pessoas são de uma gentileza e de uma delicadeza ímpar! Eu não cheguei ver a peça à noite por absoluta falta de programação, mas assisti uma encenação diurna em Londres de Romeu e Julieta e me apaixonei também!

  2. Oi, Clarissa

    Essa semana, por acaso, li uma reportagem (acho que sua) em uma revista. Era sobre Londres e 10 passeios pela Inglaterra (incluia Stratford). Eu tbm já estive em Stratford upon Avon e a cidade é realmente lindíssima!! Faz tanto tempo que fui, que gostei bastante de rever essa cidade! =D

  3. Em meados de outubro passado estive na cidade e adorei ir à igreja onde estão os restos mortais do William e um busto esculpido que bem se parece com o que nos foi dado a conhecer. Legal sua informação. Ab. Zenon

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.