Pausa para o hostel de Arica, que merece um post especial…

Chama-se Doña Inês, e é o único filiado ao HI Hostelling International na cidade. Fica um pouco longe do centro da cidade, de modo que tem que pegar um ônibus para passear por lá…
Mas apesar do nome tão cândido, a atração verdadeira dele – e porque não dizer, de toda a Arica – é o dono, Roberto, um cara que, na mais franca e singela humildade descritiva, é um verdadeiro doido insano – e por isso mesmo, é a celebridade do local!

Em tempo… isso na mão dele é Pisco Sauer… Puro… E, pela cara da criança, devia ser pelo menos o quinto da noite…
Fama que a gente percebe de cara ao entrar: todas as paredes (eu disse, todas! Todas! Entenderam “todas”?) do albergue possui pixações com frases e mensagens dos viajantes que passaram por lá. Do tipo de ficar difícil arrumar espaço para deixar a sua mensagem!
Detalhe para o recadinho/propaganda deixado pelos fofos Nicolas e Monique, ambos leitores do blog e cujas informações aqui os ajudaram a montar o roteiro da viagem deles!
Ai, gente, adorei, fiquei até boba! 🙂
Mas vamos ao que interessa: o albergue em si, como todo albergue, dispensa todos os luxos: a maioria dos quartos são coletivos, o café da manhã é simples e volta e meia você topa com um gato preguiçoso aqui e acolá.
Mas justiça seja feita, o albergue tem a atitude do dono: logo, é na área de convivência onde fica a melhor parte: as paredes pichadas pelos visitantes (a ponto de faltar espaço onde deixar o seu próprio recado), nas redes disponíveis para deleite dos hóspedes… E, sobretudo, no próprio dono, que faz questão de ciceronear as visitas com um churrasco, uma festa ou um bom pisco (pelo menos 1, por conta da casa).
Recado: vá. Sem pudores, porque o cara é doido de pedra. Mas viagem sem história não tem graça…

Comments

2 COMENTÁRIOS

  1. Clarisse, as historias que vc conta são muito interessantes. Vc diz que precisa passar mais informações do que seu perrengues, eu prefiro ler seus perrengues (nao que eu goste de saber que vc passou por eles) pois eu viajo na sua historia e imagino o quão engraçado ou assustador pode ter sido. Vc está de parabens com seu blog, ganhou mais um leitor diarista.Tudo de melhor!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.