Oficialmente, dizem que o ano começa agora, só depois do carnaval. Em termos de viagem, nem tanto: março é tipo um mês de entressafra, em que diminui o calorzão do lado de cá a e a friaca lá pelas bandas da Europa e Estados Unidos, e junto com elas, caem os preços também, com o fim da alta temporada.

Então, se janeiro e fevereiro as dicas eram mais voltadas para aproveitar as regiões de praia e resorts de esqui, em Março a gente pode começar a se aventurar por algumas partes do Brasil (ok, tem as famosas águas de março, mas nem sempre: e alguma regiões já começam a sair das suas temporadas de chuva) e pela América do Sul – é também quando as chuvas começam a parar no Peru e Bolívia (e foi o mês em que fizemos o roteiro do mochilão de 21 dias pela América Latina que contamos aqui.

Então, se você esperou acabar o frenesi do carnaval para sair de férias, aproveite: eis nossas dicas aí!

Estrada Real de Minas Gerais

Anota aí: março é o melhor mês para percorrer a Estrada Real que vai de Paraty até Ouro Preto e Diamantina, em Minas. Não só o tempo ajuda (são menos chuvas nessa região), mas também o calendário: março é tipo uma janela de folga entre o fuzuê de carnaval que lota Ouro Preto e Diamantina e as procissões e eventos de páscoa tradicionais de Tiradentes e Ouro Preto (e que fazem os preços das diárias subirem lá para cima, e as hospedagens lotarem rápido).

Tiradentes

São duas rotas: a Estrada Velha (que ia de Paraty a Ouro Preto, que antigamente se chamava Vila Rica) e a Estrada Nova, que sai do Rio de Janeiro, na baía de Guanabara, passa por Petrópolis, Itaipava, Paraíba do Sul e Juiz de Fora, até chegar também a Ouro Preto. Posteriormente, essa rota seguia também até a cidade mineira de Diamantina. Tem também o Caminho dos Diamantes e o Sabarabuçu (adoro esse nome!).

É uma viagem que dá tranquilamente para fazer de carro, e merece que você dedique alguns dias a ela (especialmente por conta das fofas cidadezinhas do caminho, como Paraty e Petrópolis, Tiradentes…) e, especialmente, para curtir as diferentes cachoeiras e a gastronomia da região (comida mineira, sô!). Vale escolher qualquer uma das rotas ou até fazer as duas: a Estrada Real tem sido super bem trabalhado para promover o turismo na região e dá a chance de conhecer um pouco de tudo: da história do Brasil, do ecoturismo, das nossas raízes.

tiradentes2

Se você tem interesse, acesse o site da Estrada Real: lá tem quase todas as dicas de paradas, estradas e o que fazer. Além disso, eles tem roteiros planejadíssimos e mega mega mastigados para quem quer ir de carro, com quilometragem, cidades de início e saída da rota, tudo. Vê lá: aqui tem os roteiros planilhados do Caminho Novo e os roteiros planilhados do Caminho Velho.

[box]

Para te ajudar na sua viagem:

Pesquise aqui opções de hospedagem em Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e Diamantina.

[/box]

Salar de Uyuni, Bolívia

Disparado, uma das paisagens mais inóspitas e impressionantes do planeta.

caminhando salar de uyuni

Já contei aqui como o Salar de Uyuni é único (a ponto da NASA – ela mesma – usar essa região para ajustar os sensores das lentes de seus satélites), e para quem é amante de natureza e mochilões de aventura, esse é um destino “must go” da sua lista!

Mas porque ir especificamente em março?

Pelo seguinte: em janeiro e fevereiro é a estação de chuvas na Bolívia, o que inclui esta região – e não raro,há relatos de pequenas “corredeiras”, já que a região absurdamente seca e plana não tem muita facilidade de absorção de muita água de uma vez. Bem, não sei se as chuvas chegam a estragar o passeio, mas você não pega o melhor das fotos.

Já em março, a época das chuvas passou e o céu tem mais chances de estar limpo e claro – mas ainda há grandes acúmulos de água, formando uma espécie de lagoas rasas em todo o salar.

carro salar de uyuni

E o resultado é que, com essa combinação água + sal, o salar se torna um verdadeiro espelho! Dá para tirar fotos bem bonitas!

Crédito da Foto: Flickr de  Patrick Nouhailler
Eu fui nesta época, mas não consegui tirar fotos tão “espelho” como essa (embora desconfio que foi mais culpa da fotógrafa do que do lugar). Crédito da Foto: Flickr de Patrick Nouhailler (Creative Commons)

Uma dica: eu visitei o Salar de Uyuni em março, incluindo a passagem por ali em meu roteiro de mochilão que passava pela Argentina, Chile, Bolívia e Peru. Se você tem vontade de fazer um roteiro parecido, pense em planejar a viagem de modo que os dias peguem a segunda metade de março até a primeira metade de abril, deixando Uyuni no início e Peru no final. Digo isso porque a temporada de chuva nos Andes (especialmente Machu Picchu) está com tudo em janeiro e fevereiro – em março começa a melhorar, mas ainda tem resquícios de tempo ruim (eu peguei muita chuva quando fui em março, só peguei dias bons da segunda vez, em maio), e abril a chance de pegar tempo firme e claro já é maior. Assim, você trabalha com as probabilidades de pegar tempo bom e boas paisagens tanto em Uyuni quanto no Peru!

Confira este outro post que vai te ajudar a planejar como chegar lá: Mochilão de 21 dias pela América do Sul: os deslocamentos

Oxford, Inglaterra

Uma dica para quem pensa em viajar à Inglaterra em qualquer momento desse ano: em 2015 comemora-se os 150 anos da publicação do livro “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll, um professor inglês que trabalhava na Universidade de Oxford e, dizem, gostava de trocar figurinhas com outro famoso escritor, Tolkien (autor de “Senhor dos Anéis”) sobre ideias e opiniões sobre as aventuras que eles escreviam.

Crédito da Foto: Flickr de Ben Sutherland (Licença Creative Commons)
Crédito da Foto: Flickr de Ben Sutherland (Licença Creative Commons)

E eu cá desconfio que a universidade daquele tempo devia colocar um troço muito doido no chá que eles tomavam nessas ocasiões, vide as loucuras dos mundos doidos que os dois escreveram! 😛

Piadas à parte, espere muitas, mas muitas celebrações sobre esse aniversário em toda a Inglaterra: programações incluem balés, teatros, exposições, workshops… tem de um tudo. Você pode ver um calendário completo de tudo o que vai rolar aqui neste link (em inglês).

Só que no dia 31 de março vai rolar um Chá da Tarde, servido no Great Hall da Christchurch (que inspirou o Salão de Refeições de Hogwarts nos filmes do Harry Potter) e vai ter docinhos, tortas, chás e todos os detalhezinhos de um chá tradicional preparado por Chefs – e todos com a cara e o jeitinho do Chá do Chapeleiro Maluco.

Great hall christchurch

Quem quiser pode contratar um tour guiado exclusivo que começa antes, e leva aos principais locais de Christchurch, mostrando os lugares e objetos físicos que inspiraram a obra tão famosa do autor.

A brincadeira vai de  £25.00 a  £45.00 por pessoa. Todos os detalhes e a reserva podem ser feitos aqui. 

[box]

Para ajudar na sua viagem:

Pesquise passagens aéreas para a Inglaterra

Confira opções de hospedagem em Oxford.

[/box]

Dublin, Irlanda

Uma amiga minha que morou anos na Irlanda me descreveu uma camiseta super comum que vende em todas as lojas de souvenirs de Dublin e que mostra as 4 estações na Irlanda. No verão: uma ovelha simpática usa óculos escuros… e uma sombrinha. Na primavera, a ovelha está em meio à várias flores, e leva uma sombrinha. Já no outono, ela posa em meio às folhas secas… com uma sombrinha. E no inverno, ela veste um cachecol… e uma sombrinha!

Ou seja, o tempo na Irlanda pode até variar em termos de temperatura, mas uma coisa é certa: sempre chove!

O lado bom disso é que o povo irlandês é super querido e sempre é uma boa ocasião para se conhecer a Irlanda. Mas se você for em março, você pode ver in loco e na terra deles as celebrações do Saint Patrick’s Day, dia 17 de Março.

Crédito da Foto: Site do Saint Patrick's festival
Crédito da Foto: Site do Saint Patrick’s festival

Comemorar o dia do santo – que no mundo todo vira uma boa desculpa para encher a cara num pub irlandês, mesmo que a gente não tenha idéia do que São Patrício fazia – é coisa séria na Irlanda, e em 2015 vai ser mais sério ainda. Uma parada está sendo organizada em Dublin dos dias 14 a 17 de março, e faz parte de um tema que será apresentado por três anos: Passado, presente e Futuro – e 2015 é o segundo ano da parada.

Crédito da Foto: Site do Saint Patrick's festival
Crédito da Foto: Site do Saint Patrick’s festival

Para quem gosta de história medieval, Dublin é uma excelente pedida: ano passado eles celebraram os 1.000 anos da batalha de Clontarf, entre vikings e os descendentes dos irlandeses de hoje, e que diz-se ter sido uma das mais sanguinárias que já houve (eu conto mais dela neste post, sobre o Trinity College em Dublin, que apresentava uma exposição sobre a batalha quando eu fui, ano passado). E as celebrações de Saint Patrick’s Day são O evento de lá – e mesmo quem não gosta de pub ou cerveja vai curtir muito.

Já quem gosta… vai estar decididamente em casa! 😉

Para quem tem planos de ir, veja aqui todas as informações da parada de comemoração de Saint Patrick’s Day, que vai dos dias 14 a 17 de março.

Vale avisar: tô mexendo meus pauzinhos para assistir a parada lá este ano. Se rolar, eu conto aqui para vocês! E quem sabe a gente não se encontra?

[box]

Links para te ajudar na sua viagem:

Opções de hospedagem em Dublin.

Pesquise passagens aéreas para Dublin

[/box]

 

Índia: Mês do Holi

Fica na Índia um dos festivais que eu mais gostaria de ir: o Holi.

Crédito da Foto: Flickr de Steven Gerner (Licença Creative Commons)
Crédito da Foto: Flickr de Steven Gerner (Licença Creative Commons)

O dia muda de ano para ano, e em 2015 ele acontece no dia 6 de março, e é a festa indiana que marca a chegada da primavera. É uma festa do amor, em que todos se abraçam e celebram – dizem, inclusive, que é a única festa da Índia em que todas as castas celebram em igualdade.

E todo mundo, mas todo mundo mesmo sai pintado. J É tudo tão alto astral, que foi este festival que inspirou as diversas festas Holi Party em todo mundo, bem como as Color Run (corridas em que todo mundo começa branquinho e sai todo pintado no final).

Crédito da Foto: Flickr de FaceMePLS (Licença Creative Commons)
Crédito da Foto: Flickr de FaceMePLS (Licença Creative Commons)

Quem já foi – o pessoal do 360 meridianos tem um post ótimo sobre o assunto, e o blog Vou Contigo publicou um ótimo diário de viagem quando eles conheceram essa comemoração lá, em 2014 – recomenda que todo mundo participe da brincadeira de manhã, quando o clima é mais familiar e ainda não tem muita gente bêbada na rua, que pode começar a causar transtornos.

O festival é celebrado em todo o país, mas as comemorações no chamado Golden Tringle, a área mais turística que engloba as cidades de Agra, Jaipur e Dalhi, costumam ser mais vibrantes do que no sul da Índia, geralmente mais religioso e focado em rituais.

Crédito da Foto: Flickr de Diganta Talukdar (Licença Creative Commons)
Crédito da Foto: Flickr de Diganta Talukdar (Licença Creative Commons)

PS: Jaipur costuma ser onde eles fazem as celebrações com os elefantes sagrados, mas as comemorações no ano passado foram suspensas por pressão de grupos de ativistas de direitos dos animais. Ao que tudo indica, as festas vão continuar rolando em Jaipur, mas talvez sem contar com os elefantes (e eu acho que é por um motivo justíssimo).

Eu tô super desejosa de ir, mas é um plano que tá sendo adiado todo ano (uma pena!). Mas quando eu for à Índia, a época que eu quero ir é essa, fato!

[box]

Para te ajudar na sua viagem:

Pesquise ofertas de passagens para a Índia pela Voopter

Pesquise opções de hospedagem em Jaipur, Delhi e Agra.

[/box]

 

Onde não vale tanto a pena em março

Costuma chover em Recife e Porto de Galinhas nesta época, então fica uma viagem meio loteria: pode ter tempo bom ou não. E é época de chuva solta em Jericoacoara (se o seu sonho pé vê-la ofuscantemente seca, ensolarada e linda, deixe para o segundo semestre.

Como ex-moradora do Rio, também lembro de março ser meio um mês ingrato: chovia horrores. E Bonito e Pantanal ainda não estão melhor da sua belezura, ainda com muitos passeios fechados – eu esperaria pelo menos mais um mês.

Comments

5 COMENTÁRIOS

  1. Excelentes dicas. Principalmente por fugir da chuva. Para mim março é meio ingrato, pois junta a ressaca do carnaval, ainda acumulando ressacas do Natal e do Reveillon.

    Mas, se a ressaca não está tão forte, St Patricks em Dublin parace uma boa para continuar a festa!!! Que venha a cerveja verde.

  2. Gostei muito dos seus comentários. De suas dicas. Você passa verdade.
    Pode me ajudar?
    Quero viajar em abril, depois do dia 07/2015.
    Vou viajar sozinha e sou muita ativa. Tenho 52 anos , tenho um espirito jovem, me dá uma dica de viagem, quero juntar o útil ao agradável, gosto de praias, de vida noturna, quero conhecer pessoas novas, estou a aberta a tudo.
    Quero viajar pelo Brasil. Bonito e barato.
    Valeu. Bjos.

    • Oi, Maria! Que bom que você gostou do blog! 🙂
      ENtão, acho que tem várias opções aí: Santa Catarina é uma boa, e dizem que ainda está sem chuvas nesta época. Cidades litorâneas do Estado do Rio são umas das minhas preferidas (eu super voto em Búzios, Cabo Frio e Parati). O litoral do Sul da Bahia também é fantástico e não chove muito ainda (já Ceará, Rio grande do Norte e Pernambuco estão em temporada de chuvas).
      Acho que, com o espírito que você tem, você vai curtir qualquer uma dessas opções! Aproveite!

  3. Olá Clarissa, tudo bem?
    Eu e meu esposo vamos viajar no final de março e inicio de abril, você teria alguma dica de viagem para esse período no Brasil?
    Abraços!

    • Oi, Amanda! 🙂

      Pelo Brasil? Olha, tem a Chapada dos Guimarães em MT (na verdade, tem as Chapadas, tanto a da Bahia quando a de Veadeiros, que são sempre muito bonitas. Pode ter um período de chuva aqui e ali, mas não atrapalha muito o passeio). E ouvi dizer que Santa Catarina e suas praias ficam com o tempo mais firme nessa época, mas ainda com dias mais quentes. 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.