Fica o aviso: esse não é um post para ser lido sozinho: ele é, mesmo, o complemento desse post aqui, “Assis: dicas, história e religião nos passos de São Francisco de Assis”, em que a gente conta de uma forma diferente nosso passeio por Assis, seguindo os passos de São Francisco e conhecendo a cidade de acordo com a história dele.

Vale a pena a leitura – tem lá as informações sobre a Basílica de São Francisco, a Igreja de São Damião, etc.

Mas ficou faltando a parte prática: dicas de hotéis e restaurantes, que muita gente acaba pedindo e precisando na hora de montar a viagem.

Estão aqui, então: todas compiladinhas! Espero que ajude! 🙂

Como chegar

 A viagem de trem vindo de Roma leva 2 horas e meia e inclui uma baldeação em Foligno. As passagens custam a partir de 10 euros (preços de agosto de 2013. No site da Trenitalia você pode pesquisar todas as opções de trem de qualquer cidade da Itália (lembrando que o site está em italiano, mas aí é só marcar a opção em inglês lá em cima).

Mas quem prefere alugar o carro , vai com fé que é uma boa – especialmente para poder visitar com mais liberdade as cidades vizinhas, como Santa Maria Degli Angli (onde fica a igreja de mesmo nome e parada obrigatória para quem quer fazer turismo religioso) e para subir para Assis, no alto da montanha (além, é claro, de conhecer as cidades ao redor, como Terni, Norcia e Cássia, outras cidades também berço de santos católicos (respectivamente, de São Valentim, São Bento e Rita de Cássia).

Aqui neste link é possível pesquisar e reservar diretamente seu carro na Itália, pesquisando preços e as datas da sua preferência. Dá uma olhada – volta e meia aparecem preços interessantes e ofertas especiais para quem já reserva pela internet.

Onde ficar

Gatos e portas em Perugia

Particularmente, gostei mais da localização dos hotéis que ficavam próximos à Basílica de São Francisco de Assis. Não só porque a vista da Basílica é linda – e como a cidade fica no alto de um morro, dá para ter uma visão legal do vale lá de cima. Mas, também, porque ali nos arredores estão várias lojinhas e é perto da ladeira que dá para a estacionamento, em que é possível estacionar os carros que não possuem permissão para circular no interior da cidade.

Dicas de hotéis próximos à Basílica:

Hotel San Francesco – literalmente em frente. A vista é bem legal!

Hotel Properzio – a 50 metros da Basílica, possui quartos confortáveis, e para quem fica no terraço consegue ter uma vista boa da Igreja e da cidade.

Hotel San Giacomo – a 50 metros da Basílica e bem confortável, possui opções de pratos vegetarianos e sem glúten.

Hotel Sorella Luna  a 100 metros da Basília, é refinado, delicado, fofo e cheio de flores. Bem italiano!

B&B New Day – Opção barata e confortável a cinco minutos de caminhada da Basílica.

Windsor Savoia – opção chique e charmosíssima, daquelas que tem terraço de pedra e flor decorando, sabe? Não é tão perto da Basílica mas vale a pena para quem quer uma hospedagem mais calma, para curtir o dolce far niente umbro.

Onde eu fiquei: ficamos no Best Western Valle di Assisi, que fica na cidade de Santa Maria Degli Angeli, logo embaixo da montanha e perto da Igreja. O hotel é delicioso para quem vai ficar em família e quer aproveitar mais das experiências típicas da Umbria, como ver os campos de girassol, visitar vinícolas e simplesmente montar uma base para ir visitando as outras cidades de carro, como Perugia, Spoleto e Foligno, que ficam nos arredores e são fáceis de chegar quando se está de carro. Mas se o plano é ficar a pé, só se deslocando de trem e a pé, não acho que esse hotel seja uma boa opção.

Mais opções de hospedagem: veja todos os hotéis na cidade de Santa Maria Degli Angeli e Assis.

Deslocamento dentro de Assis

Alugamos uma van que faz o transporte de passageiros – éramos um grupo grande – por dentro de Assis para nos levar ao Eremo della Carceri e à Igreja de São Damião, que são lugares cujo acesso é restrito para carros que não tenham a licença de circular dentro de Assis. O motorista – que fala inglês – não é um cara de muito papo, mas fez o nosso transporte direitinho. Vale avisar que esse transporte não foi incluído no projeto, de modo que cada um pagou do seu bolso, mas nada muito absurdo. Um grupo de 12 pessoas pagou 24 euros – dois euros por cabeça! :).

O contato pode ser feito através do e-mail info@autonoleggiassisi.com ou pelo site, www.autonoleggiassisi.com.

Onde comer

Assis tem várias opções, mas como estávamos com a agenda corrida, não deu para experimentar muita coisa.

Mas dois lugares eu experimentei e recomendo muito – para tipos de bolsos diferentes, inclusive!

Opção chique: Tem um restaurante bacanérrimo chamado La Locanda del Cardinale, que fica na Piazza del Vescovado, 8, em Assis. O legal dele? Ele foi construído sobre ruínas romanas que foram descobertas no subsolo, de modo que você pode vê-las e até andar por cima delas, já que o piso é todo de vidro.

Restaurante Assis 3

A sensação é de comer suspenso no ar – e numa experiência bem refinada.

Restaurant Assis

Ok, o restaurante é caro: mas merece, nem que seja pela experiência!

Opção Barata: Fim de viagem, fim de dinheiro, e estávamos em Santa Maria degli Angeli querendo a coisa mais simples do mundo: uma pizza! Acabamos parando na La Basilica, que fica do lado, literalmente, da Basílica de Santa Maria Degli Angeli. É uma típica tratoria italiana, daquelas de toalha xadrez na mesa. Sem muitos luxos, mas com um belo prato de presunto di parma e melão de entrada, pizzas gostosas e coca-cola de 2 litros, uma mão na roda para quem tem uma mesa grande, cheia de gente e está naquela vibe sem firulas e pretensões. Ponto para o atendimento também, de uma simpatia só.

Outros Posts úteis:

Mãos de Vaca: Itália para Mãos-de-Vaca: Assis, paz e religiosidade na cidadela de São Francisco.

Viajando no Mundo: Um dia em Assis, a cidade de São Francisco na Itália

Planejando a viagem: Umbria, Assis e Perugia

Big Viagem: Assis, turismo Religioso na Itália

Essa blogueira foi à região da Umbria, na Itália, convidada pelo Ministério do Turismo, integrando a delegação brasileira que fez parte do projeto Brasil Próximo, de colaboração entre Brasil e Itália. O objetivo foi conhecer melhor os atrativos turísticos da região, mas todas as opiniões, comentários e sugestões aqui descritas são genuínas, e representam a opinião da própria autora.

**********************************************************************************

Links para você organizar sua viagem a Assis:

Onde se hospedar em Assis | Aluguel de carros na Itália

E mais: Táxi em Assis | Onde comer em Assis | Guias que falam português em Assis

Dica da guia que usamos: Maddalena D’Amico, que pode ser encontrada através do email magdamico@hotmail.it ou do telefone 0039.3494318976. Uma querida.

Mais posts sobre Assis:

Assis: dicas, história e religião nos passos de São Francisco

 

E mais posts sobre:

Umbria:

Norcia: a cidade-revelação do seu roteiro pela Itália

Esqueça o fast-food: Spoleto, na Itália, é para curtir devagarzinho

Perugia, Itália: um roteiro com muita “dolce vita”, jazz e chocolate

Caçando trufas negras na Itália: como foi, como é e como fazer a experiência

Cascata Delle Marmore: dicas de um passeio diferente e pertinho de Roma

Toscana:

Itália em Pílulas: o melhor sorvete de mentira do mundo e um museu de tortura para americano ver

Atrás da trufa perfeita: um roteiro despretensioso (e calórico) por alguns recantos onde comer na Itália

San Gimignano de bicicleta: dica para esticar a estadia e curtir a cidade sobre duas rodas

Degustando a Toscana, na Itália: passeios de carro, hospedagens em castelos e um sexto sentido viajante

Cinqueterre:

Cinqueterre revelada: dicas de hospedagem, comida, trilhas e “dolce far niente”

Roma:

Hospedagem, deslocamento, wi-fi e passes em Roma: um “test-drive” mastigadíssimo das dicas!

Comments

6 COMENTÁRIOS

  1. Clarissa,
    adorei os seus comentários sobre sua experiência em Assis. Eu já fui à Assis quando tinha 15 anos, depois aos 32 anos e agora vou, final de maio, com 42 anos com meu marido que nunca foi a Europa.
    Estou apostando tudo… pois Assis para além de todos os afrescos tem o clima do sagrado , do divino, do contemplantivo.
    Vamos ficar no Hotel Sorella Luna.
    Queria uma dica sua de como chegar ao Ermeo della carceri. Pegamos um taxi e ele espera … ou lá tem taxi para quando quisermos voltar ao hotel?

    • Christiane, desculpe a demora em respondê-la! Estive bem enrolada estes dias!
      Espero que goste muito da viagem! Assis é mágica, e se vai ser a primeira vez do seu marido por lá, tenho certeza de que ele vai ter uma excelente experiência! Fora que fim de maio as paisagens são lindas, é primavera!
      Quando fomos ao Ermeo Della Carceri, pegamos um táxi e pedimos para ele esperar. Se quiser ficar mais tempo (mais de uma hora, por exemplo), tem gente que marca um horário para ele buscar. Mas de lá, pelo menos quando eu fui, não tinha muito táxi fácil para voltar não, é um lugar meio afastado.
      Melhor deixar já combinado!
      Mais uma vez, desculpe a demora e espero que faça uma ótima viagem! 🙂

  2. Olá, Clarissa!
    Passando só pra agradecer por haver caído de paraquedas no seu blog, depois de uma pesquisa no google, sobre São Francisco e a Basílica de Santa Maria Degli Angeli que guarda a igreja dele dentro dela. E sai lendo até aqui, com vontade de ler tudo o mais que tiver, visto por seus olhos! Sem frescura e com humor! Legal te encontrar nesse vasto mundo do google! Quero conhecer os passos de Assis depois de tudo! Abraço. Sheila

  3. Em 2016, procurava inspiração para viagem de férias com meu marido, e ao buscar por roteiros, encontrei a Rota das Emoções em seu blog, e foi inspirador. Fechamos a viagem, e foi a melhor e mais inspiradora de nossas vidas.

    Este ano já tínhamos definido a Itália como destino, mas ainda sem escolher o roteiro… eis que ao pesquisar no google, encontramos 7 cidades que deveríamos conhecer no país, e de repente, paro para reparar… estava em seu blog novamente! Nos próximos anos, não vou perder tempo vasculhando mil referências, virei aqui direto e reto! hehehe

    Parabéns pela leveza ao escrever e transparência!!
    Estamos ansiosos por agosto chegar logo…

    Abs, Rita

    • Oi, Rita! Nossa, deu até um calorzinho aqui no coração em ler a sua mensagem, como fiquei feliz! Meu dia começou lindo, já!
      Fico feliz em ter ajudado na viagem anterior, e espero ajudar nesta também. A minha viagem à Itália (fui duas vezes) foi transformadora para mim também em vários aspectos, e eu espero poder ajudar você a ter a mesma experiència! 🙂
      Eu sei que a gente fica perdido em montar um roteiro pela Itália porque tudo por lá é lindo, mas definitivamente a cidade que mais mexeu comigo foi Assis, e eu recomendo mesmo passar por lá! Estou organizando todo o conteúdo da Itália aqui no blog para ficar mais fácil de achar, mas se você precisar de alguma informação especial, por favor avise!
      E agosto é lindo por lá (e quente! prepare-se!).
      Um abraço,

      Clarissa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.