Na verdade, a razão deste post não é nem para explicar como foi a saída do país, e sim para contar um dos pontos altos da nossa viagem, no segmento “comédia”!!!

Então, só para fazer constar a parte útil: a aduana boliviana é uma casinha no meio do deserto, onde os 4X4 de passeios semelhantes aos que fizemos deixam lá os turistas que vão seguir para o Chile. Então, é preciso entrar na fila, ser atendido por um guarda boliviano com cara de índio e mal humorado, pagar uma taxa de saída do país, carimbar a saída no passaporte e aí entrar em um microônibus que levará todos os turistas dali para a aduana em San Pedro.

E agora sim, a melhor parte – e a melhor frase da viagem:

Já estávamos dentro do microônibus, cheio de gente, pronto para ir para o Chile, quando entra o motorista uniformizado da companhia para dar as explicações gerais (do tipo “San Pedro é uma cidade chilena, com não sei quantos habitantes, blábláblá…):

” Nossa viagem até San Pedro de Atacama durará 1 hora. Na aduana chilena é proibida a entrada de drogas como maconha, cocaínha, heroína, crack e todos os tipos de alucinógenos. Portanto, caso tenham algum destes itens com vocês, consumam tudo em uma hora”.

Verdade, juro… E o cara falou sério…

Comments

1 COMENTÁRIO

  1. Oi desculpa, gostei do seu blog e das suas historias de viagens, fiquei ate com uma certa invejinha aguda. Mas tudo bem eu achei legal tudo isso aqui e essa sua ultima historia foi bem… ahn estranha.outra coisa é que eu roubei uma foto sua, espero que você não se importe mas se você se importar é so me falar que eu tiro, ok?obrigado e tudo de bom pra você

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.