Ah, maio! O melhor mês, na minha opinião, para viajar!!! Isso porque é plena primavera na Europa e tá tudo lindo e florido; o outono do Brasil é generoso, com dias agradáveis no Sudeste (tipo, aquele sol morno e tempo claro sem o calorão, e noites fresquinhas) e começa oficialmente a temporada de seca na Região Central. É o melhor mês para viajar para Bonito, Pantanal, e o melhor, sem os preços da alta! 🙂

Até eu achei curioso: venho repassando todas as minhas viagens para escrever essa série, e vi que as viagens que fiz com o melhor tempo foram quase todas nesse mês! Maio é amor, né não? <3

Então bora lá: qual é a boa?

Bonito: a melhor temporada começa agora

A gente já vem falando de Bonito há alguns meses desde o início do ano: tipo, comentamos que a melhor temporada do Abismo Anhumas era em janeiro por causa da incidência da luz do sol na caverna, e que em fevereiro Bonito era uma boa alternativa de sossego e natureza para quem queria fugir da bagunça do Carnaval. Mas é em maio, meus queridos, que essa região está no seu bonito mais bonito! 🙂

NAscente Azul Bonito 2

Porque: em maio já começa a estação das secas (embora possa cair de vez em quando um chuvaréu, mas nada que atrapalhe – afinal, você ia se molhar na cachoeira mesmo, né?) e por isso a vegetação está toda verdinha e viçosa. Só que com a seca, as águas dos rios estão ainda mais cristalinas e com uma visibilidade impressionante – ótimo para as flutuações!!!

Rio da Prata flutuação

Além disso, maio ainda é aquele mês em que costuma fazer um certo calor durante o dia – e aí, cair nas águas frias dos rios e cachoeiras fica mais fácil, é como um refrescante convite. Em julho, por exemplo, Bonito costuma realizar festivais de inverno que são bem bacanas; mas diga aí como faz para entrar na água fria se eu tô com frio do lado de fora? 😯

Ah, outra coisa: a Lagoa Misteriosa, atração lindíssima do tipo “tem que fazer” só abre em maio, e fecha a partir de setembro. Aproveite!

Fotografando o céu do fundo da Lagoa Misteriosa: não parece que o peixinho está nadando no céu? Tá ligado na transparência da água.
Fotografando o céu do fundo da Lagoa Misteriosa: não parece que o peixinho está nadando no céu? Tá ligado na transparência da água.

Só para avisar: aqui no blog tem uma série completíssima de posts sobre Bonito. Veja aqui:

Bonito para iniciantes: quando ir, onde ficar, onde comer e qual a melhor época para ir

Bonito: planejando seu roteiro

E mais: veja os posts sobre o Rio da Prata, Lagoa Misteriosa, Abismo Anhumas, Nascente Azul, Bike Lobo Guará.

[box]

Para ajudar a organizar sua viagem:

Bonito Hostel: um review da melhor hospedagem econômica de Bonito

Veja outras hospedagens em Bonito

[/box]

Pantanal : um espetáculo de natureza

Em maio, a região Centro-Oeste do Brasil como um todo começa a ter sua estação de seca, e por isso, é uma boa época para conhecer de perto o Pantanal: as regiões pantanosas começam a secar e a gente vê bem de pertinho aquela lindeza de tantos animais perto da gente.

SuperBônus: quase não tem MOSQUITO nessa época!!!

jacaré margem lago

É jacaré (muitos!), araras, tuiuiús, capivaras, jabutis, lobo do mato, emas… há quem dê sorte e ainda aviste uma onça ou um tamanduá bandeira! É tanta vida brotando de tudo quanto é canto que voltei impressionada e orgulhosa de ter esse tesouro ali no nosso país, à disposição para a gente conhecer! 🙂

ariranha

Confesso que sou suspeita: meu amor por esse lugar é tão grande que um dos meus posts preferidos que eu já fiz na vida foi sobre lá, falando sobre jacarés e reminiscências. Dá uma lida, vai? Vai que você gosta! 🙂

Juro, acho que uma viagem de férias ao Pantanal é uma EXCELENTE pedida se você é adulto ou se está indo com crianças em idade escolar. Eles podem sofrer um pouco com o calor e o sol durante o dia (mas protetor solar, chapéu e ar condicionado dão conta do recado), mas é uma experiência fantástica reconhecer, ao vivo, a cores e no seu próprio habitat, todos aqueles animais da fauna brasileira que a gente estudou na escola.

arara canindé

É uma aula ao vivo, é contextualizar na prática as aulas de ciências, estudos sociais, geografia, tudo… Fiquei pensando que, quando eu tiver um filho, precisar ele(a) lá.

Dica bacana: a região do Pantanal pega uma área que vai do norte do Mato Grosso do Sul e ao sul do Mato Grosso. Isso significa que vice pode escolher a parte norte ou sul do Pantanal para conhecer, e de quebra combiná-la com dois outros destinos fantásticos. Quem vai para o pantanal sul-matogrossense, pode combinar a viagem com Bonito. Quem vai pela parte norte, por Cuiabá, pode combinar com uma passada pela Chapada dos Guimarães (que está óóóóoóóótima nessa época do ano) ou com a pequenina cidade de Nobres, no Mato Grosso, que tem estâncias de águas assim como Bonito, mas ali a natureza é mais rústica.

vista aquario encantado nobres

Sobre Nobres: Eu fui lá em 2011, e fiz um post super explicado de lá aqui. Anos depois, o local foi descoberto pela Ana Maria Braga, saiu na televisão e tudo… e esse post ficou super popular na época. Ou seja: fiquei toda boba de estar antecipando tendências pelo menos uma vez na vida! 😛

Eu fui pela parte norte, saindo de Cuiabá e indo via Poconé. Peguei até a famosa Transpantaneira.

Transpantaneira

Então, fica a dica. E acredite – é um destino surpreendente! 🙂

Veja nossos posts de lá:

Pantanal: sobre jacarés e reminiscências

Nobres: como ir e como voltar de Cuiabá

Transpantaneira, a estrada (com vídeo)

E para saber mais sobre Bonito, veja a relação de posts no tópico anterior.

Cusco e Machu Picchu: tempo ótimo

Eu já tinha adiantado que abril a temporada de chuvas já dá um tempo nos Andes, e fica melhor para ir a Cusco e Machu Picchu. Só que em maio, meus amigos, é quando o tempo firma de vez: e aí a gente vê Machu Picchu e Cusco naqueles dias ensolarados, limpos até dizer chega, com direito a um friozinho(inho) a noite, mas tudo delícia!

Dá para passear tranquilo "cazamigas" de escova no cabelo sem medo de estragar com a chuva! :P
Dá para passear tranquilo “cazamigas” com escova no cabelo sem medo de estragar com a chuva! 😛

Bônus: em maio, além do tempo estar ótimo, você não pega ainda o fluxo enorme de turistas que chegam em junho para o Inti Raimi (e quando Machu Picchu chega a reunir até 4.000 pessoas. Cadê paz e harmonia para curtir o lugar com tanta gente?) nem o fluxo de turistas europeus que chegam em julho e agosto, época das férias deles de lá. Os preços da temporada ainda estão começando a subir.

Por experiência própria: fui em Machu Picchu e Cusco duas vezes, em março e em maio do ano passado. Minhas fotos boas são todas dessa última vez!

Só para fins de comparação turístico-meteorológica: essa foi minha foto tirada em março…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

… e no mês de maio! 🙂Machu Picchu12

Veja também:

8 razões para você viajar agora para o Peru – e voltar amando!

Quantos dias ficar em Cusco – e o que fazer em cada um deles

8 curiosidades sobre Machu Picchu, para você amar antes de chegar lá.

Como ir de Cusco a Machu Picchu: 3 opções detalhadas de caminhos

Onde dormir em Águas Calientes: recomendações para todos os bolsos

E mais: todos os posts do Peru aqui

Paraty: it is all that jazz

Paraty é o tipo da cidade pequena e charmosa que tem eventos de gente grande, mas continua com aquele charme de interior. Se não em engano, a cidade recebe pelo menos um grande evento por mês em todo o ano – ou seja, tem sempre um bom motivo para visitar Paraty.

Parati

Mas aí, deixa eu dar minha opinião: do calendário inteiro, tem duas ocasiões especiais que eu acho que Paraty super merece sua visita – e uma é em maio, durante o Bourbon Jazz Festival. De 29 de maio a 1 de junho, a cidade recebe uma animada programação de músicos de jazz do mundo todo, uma vibe refinadíssima. E à noite, que lá são sempre mais fresquinhas, são embaladas pela gostosa vida noturna de Paraty e pelas cachacinhas artesanais (experimente a Gabriela) e whiskeys, trazidos para complementar a vibe “jazzística” da cidade.

Não achei muitas informações sobre a programação, que será divulgada mais perto da data, mas já tem uma confirmação: Sharon Jones & The Dap-Kings, cantora que influenciou a poderosa Amy Winehouse (tanto que a banda da Amy, a tal de Dap-Kings, foi tocar com a outra depois que ela morreu).

Ah, tem um moooooooooooonte de show gratuito, rolando a céu aberto! Perfeito, néam? 🙂

Ah, e já disse que Paraty é tudo de bom para comer? 😀 Esse aqui é um dos aperitivos de ceviche do Margarita Café. De comer chorando (conheci num almoço e voltei na janta só por causa dele).

margarita café

Veja também: opções de hospedagem em Paraty.

Grécia

Essa é uma dica adiantada. É que em junho é dada a largada dos cruzeiros pelo Mediterrâneo, e muitos deles aportam nas ilhas gregas de Santorini, Corfu e Mykonos. Muito bom: afinal, é verão, o tempo está ótimo, cruzeiro é uma delícia e Grécia tem mesmo aquele mar azulzão absoluto da cor da bandeira dela. Só que, por esse mesmo motivo, junho sobe com a temperatura, com as hordas de turistas de cruzeiros e, de quebra, com os preços. Eu fui em junho – e adorei. Mas lembro bem de pagar especialmente caro por tudo, comida inclusive.

vistadagreciailhadesantorini

Então, aí vai a dica adiantada: andei me informando que o mês de maio, na Grécia, é aquela dica quente pré-alta temporada, em que o tempo já está ficando firme, com dias mais quentes e luminosos (ok, a água do mar provavelmente estará bem fria – em junho já era assim), mas com possibilidades de preços ainda em conta e beeeeeeeeeeeem menos gente para se acotovelar com você na hora de ver o pôr do sol em Santorini.

Pordosolemsantorinigrecia

Fica a dica – que será repetida de novo em nas dicas para junho, mas dentro do combo “cruzeiro”.

E já que adiantei, bora fazer direito: seguem as dicas que fizemos sobre Corfu e Santorini (estão todas no ritmo de quem está visitando em um cruzeiro, como eu fiz, mas podem ser aproveitadas se o seu ritmo está mais devagar também).

O que fazer em 8 horas em Corfu

O que fazer em 8 horas em Santorini

 Veja também: opções de hospedagem em Corfu e Santorini

Búzios

Búzios pega carona no tempo bom que costuma fazer em maio no Rio de Janeiro, e fica delicinha de se visitar nesse mês. O tempo seco deixa o mar ainda mais turquesa, só que sem o calorão infernal nem os turistas de janeiro.

Blue Tree Park Buzios 35

A última vez que eu fui, deu para fazer uns passeios bem legais lá. Fiquei no Blue Tree Park Búzios (que tem uma piscina fantástica). Vê só o post aqui.

Blue Tree Park Buzios 40
Foto do Blue Tree Park Búzios: eu que tirei a foto e a cor era essa mesmo, juro que não alterei no Photoshop!

Bônus: eu tenho dado constantes pesquisadas nos preços de hotéis na região, porque estou me achando muito merecedora de uma semana de férias por lá. E achei, em maio, preços ÓTEMOS de hotéis bacanudos lá, como o Serena Búzios – bem mais em conta do que o mesmo período de dias se eu for agora entre janeiro e fevereiro.

Washington DC: um mês cívico na terra de Obama

Eu sei que, em se tratando de Estados Unidos, o pessoal tem um foco maior na Disney, Nova York ou Califórnia, mas vou te falar: achei Washington DC (ou só DC – “dissí”, como os americanos falam) um barato para se visitar. Começa pelos museus, espetaculares – se você tem filhos pequenos, leve-os, os museus são super lúdicos e, melhor ainda, baratos!

Capitolio

Depois, tem o turismo cívico, que inclui uma visita ao Capitólio, ao obelisco e a todos os famosos memoriais americanos. E, claro, um monte de outros cantinhos bem legais de se visitar: nosso colaborador Guilherme, que mora em DC, contou neste post quais são seus cantinhos preferidos em DC, e que não são óbvios para a maioria dos visitantes.

Mas vá, porque ir em maio? Primavera? Dia das Mães? É que no dia 25 de maio acontece o Memorial Day, em que os americanos honram a memória dos combatentes mortos nas inúmeras guerras em que os Estados Unidos se envolveu (não confundir com o Veterans Day, que homenageia todas as pessoas que trabalham nas forças armadas americanas como um todo).

Pode ser um programa excessivamente americano para uns, mas por outro lado é interessante ver a grandiosidade de um evento cívico desses, e tão importante para eles. A celebração acontece de várias formas: com paradas, bandas, walking tours… você pode ver toda a programação aqui.

Obelisco

E um plus para quem for antes de maio (mais exatamente, até abril deste ano): em 2015 fazem 150 anos da morte do presidente Abraham Lincoln, e a capital americana prevê alguns eventos e exposições especiais homenageando a data.

Abraham

Festivais de Música na Europa

Com a primavera, os festivais de música na Europa começam com tudo. Quem tá over animado pode até emendar mais de um festival numa mesma viagem. Quem quer zero confusão, pode planejar suas datas de viagem de forma que não coincidam com os festivais:

Dias 1 e 2 de Maio: Acontece o Groezrock, na Bélgica – um dos maiores festivais de punk e hardcore da Europa.

Dias 8, 9, 15 e 16: Rock in Rio Lisboa. Dispensa apresentações, né?

Dias 14 a 16 de maio: Great Escape Festival em Brighton, na Inglaterra (a cidade fica a uma hora de Londres indo de trem, e se comprada com antecedência o bilhete é bem em conta. A cidade é irreverente, colorida e uma fofura para se conhecer, especialmente quando tem um tempo bom. Fizemos um post bem legal de lá com algumas dicas aqui.

Crédito da Foto: Flickr de Christopher Eden (licença Creative Commons)
Crédito da Foto: Flickr de Christopher Eden (licença Creative Commons)

Dia 28 de maio: Edição do Sonisphere na Finlândia. Roqueiros viajandões, o Metallica e o Slayer vão tocar juntos. Numa praia. Na Finlândia. Doido, né?

Dias 30 e 31: Forbidden Fruit, na Irlanda (admito: de todos, é o meu nome de festival favorito!).

O que não é tão bom assim em maio

Continua chovendo no Nordeste (e do jeito que o tempo tem andado doido, há quem aponte que vai chover muito). Melhor deixar para a ida para depois.

Patagônia Argentina e chilena está num período de entressafra, em que não está rolando o tempo ótimo do verão, mas a estação de frio e neve ainda não começou. Dá para ir? Dá. Mas o melhor da região é exatamente as atividades outdoor, que não estão no seu melhor agora.

Comments

3 COMENTÁRIOS

  1. Olá! Muito boas as dicas! Mas e com relação ao tempo em Paraty em MAio? Já fui em Paraty várias épocas do ano, mas nunca em maio e gostaria de passar uns dias em Trindade, então é bom que o tempo esteja firme! O que vc acha?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.