[show_AdSense float=”left” ad_client=”pub-9501066899733075″ ad_slot=”6562283172″ ad_width=”250″ ad_height=”250″ ]

Admito: não sou fã declarada de Harry Potter, mas curti bastante a série de filmes do bruxinho. Mas curto o suficiente para ter ficado bastante ansiosa para visitar os estúdios da Warner Bros, onde foi filmada a série, quando fui a Londres, em junho de 2013.

O motivo da visita era profissional: eu estava lá para documentar a visita para a matéria de capa que escreveria sobre Londres para a Revista Viaje Mais (e que foi publicada na edição de julho: aqui tem o link, se alguém quiser dar uma olhada!).

Mas a pinta de jornalista séria era só por fora: por dentro bateu aquele frio na barriga de ansiedade só por ver a entrada dos estúdios.

Entrada dos estúdios Harry Potter

Escrevo este post com bastante carinho para você, leitor: especialmente, porque achei que a visita aos estúdios foi muito especial, e eu só pude reservar apenas algumas linhas e uma rápida menção a ela quando escrevi a reportagem. Afinal, uma pauta só sobre Londres já é um mundo de coisas, e acho que Hogwarts merece um texto só para ela. 🙂

Por isso, conto aqui, com detalhes, o que vi, bem como as dicas do que fazer e como chegar lá – e isso você encontra ao final do post, mastigadinho.

Coruja estúdios Harry Potter Londres

Minha chegada em Hogwarts, ops, nos estúdios Warner Bros aconteceram num dia tipicamente londrino: muita chuva, frio, névoa e dia cinza. Um dia perfeito para se visitar um lugar cheio de bruxos, não?

[alert style=”2″]

Como funciona: a visita aos estúdios começa com um tour inicial, onde é passado um vídeo sobre a história da montagem do parque, e os animadores fazem um “tcharam-tcham!” sobre a abertura dos estúdios em si. Sim, é tudo em inglês (mas a organização da Warner Bros garantiu que eles já estão trabalhando em um audio-guia em português do Brasil). Depois, você está “solto” para andar pelos estúdios o tempo que quiser, de modo que a duração do passeio é você que controla.

Quanto tempo dura: como disse, o tempo da visita é você que controla. Mas para curtir bem o passeio, eu sugiro um mínimo de 3 horas – prometo, você nem vê o tempo passar!

Horário de funcionamento: O primeiro tour começa de 9 às 10 da manhã e o último de 16 às 18:30, mas não chegue atrasado em nenhum deles, para não perder o “Tcharam-tcham!”, que faz parte (e não sou eu quem disse isso só: até a princesa Kate, o William e o príncipe Harry foram lá inaugurar esse tour, e tem várias fotos da visita deles se divertindo por lá).

 Como chegar: os estúdios ficam a cerca de 30 minutos de Londres, indo de trem. Os passos estão explicadinhos aí embaixo:

– De metrô, vá até a estação Euston (aqui tem um mapa do metrô de Londres):

– Ao chegar na estação de Euston, procure os trens que vão até a estação de Watford JunctionFica aqui uma dica: preste atenção nos roteiros dos trens, e escolha aquele em que Watford Junction seja a primeira parada, e não o trem que tenha várias paradas entre Euston e Watford Junction. Se você fizer isso, sua viagem de trem até os estúdios vai durar apenas 20 minutos. Mas se escolher o trem em que haja várias paradas até Watford Junction, sua viagem pode chegar a uma hora.

Ah, para pagar o trem você pode usar o seu cartão Oyster! 🙂

– Chegando em Watford Junction, logo na saída da estação de trem, há um ponto de ônibus shuttle escrito “Warner Bros Studios” bem grande – e provavelmente com uma foto do Harry Potter. Não arrisque ir a pé, pegue ele: o bilhete custa 1,50 uma viagem e 2 libras o bilhete de ida e volta até a estação. Costuma sair um a cada quinze minutos.

Como voltar: Pegue o ônibus de shuttle dos estúdios (o mesmo em que você veio): o primeiro sai ao meio dia e sempre tem um saindo a cada 20 ou 30 minutos, deixando na estação de Watford Junction.

Como comprar: pois é, os Estúdios Warner Bros não vendem o tour na hora – é preciso reservar com antecedência e chegar no mínimo com 15 minutos antes do passeio. As reservas são feitas em agência de viagem ou diretamente no site da Warner Bros. Compre com a maior antecedência possível, pois os ingressos se esgotam muito rápido, especialmente se você for no fim de semana ou época de férias!

Quanto custa: Adultos (29 libras) e crianças de 5 a 15 anos (21,50 libras). Crianças abaixo de 4 anos não pagam, e há ainda o bilhete família, que dá direito a dois adultos e duas crianças, ou um adulto e 3 crianças. O bilhete custa 85 libras, e no caso de dois adultos e duas crianças (considerando que ambas as crianças estejam acima dos 4 anos e sejam pagantes), representa uma economia de 16 libras.

Vale a pena? Ô se vale! 🙂

[/alert]

A recepção dos estúdios acontece nesta sala, onde os visitantes apresentam seus comprovantes de reserva e são encaminhados para o início do tour. É também onde pegamos o áudio tour, quando necessário.

Eu, que estava sozinha, fui incluída num grupo com diversas crianças e adolescentes. Em parte foi bom, porque eu pude sentir com eles – o frisson do momento: aumentado, é claro, pelas diversas fotos dos atores/personagens da série  dão as boas vindas aos visitantes.

É ali que eu começo a achar que esse negócio do tour do Harry Potter ser para crianças e adolescentes uma balela. Porque, quando me dei conta, eu mal podia conter minha ansiedade.

entrada dos estúdios warner bros londres

Desta sala, somos levados a uma outra cheia de telões de vídeo, onde é exibido um filme (em inglês) contando um pouco da magia dos livros de Harry Potter, contada pelos próprios diretores, e como foi transformá-la em filme. Para quem tem o inglês bacana e é apaixonado pela história, vai adorar!

 E em seguida, vamos para outra sala, onde um filme com os próprios atores (Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint) dão as boas vindas.

E quando a gente já não aguenta mais ver filme de tanta ansiedade, de repente, o telão sobe e o que tem detrás dele é essa porta. E tudo o que a gente escuta é: “oooooooooooooooooooooooooohhs”!! 🙂

porta de entrada dos estúdios harry potter

A partir daí é, oficialmente, os estúdios onde foram filmadas as cenas dos filmes de Harry Potter. E o portão uma vez aberto, nos leva nada mais, nada menos,  ao Salão Comunal de Hogwarts! 🙂

sala comunal estúdios harry potter entrada

Sala comunal Harry Potter estúdios

 Vale avisar que alguma cenas foram filmadas em outras locações, como a estação King’s Cross (lá é onde está a plataforma para Hogwarts) e as escadas para o refeitório da universidade de Oxford (que, aliás, foi o que inspirou a montagem do Salão Comunal.

Mas a versão do estúdio é bem fiel ao filme – com direito a diversas velinhas sobrevoando nossas cabeças!

Harry Potter sala comunal estúdios

Aliás, uma pequena história sobre as velinhas: no início, a produção usou velas de verdade, suspensas por fios que seriam apagados no pós produção, mas essa artimanha, embora desse um efeito bem realista, não deu certo pois os respingos da cera queimavam os atores. Começaram a ser usadas então velas elétricas.

Estúdios Harry potter sala comunal
As roupas usadas no tamanho real pelos personagens: repare no tamanho de Hagrid! 🙂

E ao lado da Sala Comunal, há a entrada dos estúdios em si! E é aí que o tour fica mais livre, com você podendo andar no seu ritmo – o que é ótimo, pois o estúdio é cheio de detalhes.

E eu, mesmo não sendo uma fã absoluta, voltei decidida a comprar todos os DVDs da série! 🙂

estúdios harry potter londres warner bros entrada

O bacana é sair reparando em todos os detalhes. Lá eles mostram quais as roupas e perucas usadas no figurino dos atores…

Perucas personagens harry potter estudios warner bros londres
Quem reconhece as perucas de Harry, Hermione, Ron, Dumbledore e Draco Malfoy?

E os figurinos usados ao longo dos filmes…

Jaquetas figurino Harry potter estúdios warner bros
Série de jaquetas de Harry Potter. Repare que são várias do mesmo modelo, mas cuja aparência é de que vão se degastando, sujando e rasgando aos poucos, para serem usadas ao longo das aventuras.
Roupas família malfoy estudios harry potter
E as roupas e perucas da família do Malfoy? Bacanas!

E cada figurino ficava em uma parte do cenário, onde eram filmadas as cenas: no quarto de Harry, no salão de convivência de Grifinória (ou Grifindória?? Já vi as duas versões! Ajuda aos bruxos universitários!), na casa dos Weasley, na sala de poções do Snape…

Sala grifindor harry potter estúdios londres warner bros

sala de poções estúdios harry potter londres

Sala dumbledore harry potter estudios warner bros londres

Casa da família Weasley Harry potter

 É apaixonante ver os detalhes de tudo, a perfeição com que cada objeto do cenário foi feito. Por exemplo, as poções, mesmo no estúdio, mantinham o ar de “mágica”, sendo constantemente “mexidas” por varinhas invisíveis ou com “tampas dançantes”…

Poções mágicas do estúdio do Harry potter londres

 E igual encanto tinham as portas e escadas: alguém lembra o que acontecia quando o Harry entrava em nestes dois lugares aí embaixo? 🙂

Porta basilisco estudios harry potter londres

Estúdios harry potter londres warner bros

Particularmente, achei bacana o trabalho do pessoal que cuidava dos “quadros”: numa parede, era exibido os filmes de making of de cada um dos quadros que se mexiam no filme!

Harry_Potter_estúdios

 E legal também era o grupo de designers que se encarregou de fazer todos os jornais, rótulos, embalagens e a parte gráfica de Hogwarts: tudo, perfeito, como um jornal e uma propaganda de verdade!

Só essa parte do estúdio, enorme, é capaz de consumir um bom tempo – mas ainda tem muito mais. E  como não é só de exposição que vivem os visitantes, há duas atividades à disposição para as crianças:

Uma é um “voo” de vassoura, sob um fundo fictício, cujo vídeo o pai pode levar para casa! 🙂

Eu fiquei chateada… juro que se não tivesse ninguém olhando para a adulta pagando mico numa atração de criança, eu teria ido!

passeio de vassoura harry potter estúdios

E o outro é uma “aula” de ataque com varinhas, dada por vídeo por um professor de Hogwarts! Só é preciso fazer os movimentos certos e falar o feitiço corretamente! 🙂

Aulas de como usar a varinha estúdios harry potter warner bros londres

 E o tour segue, claro! Vemos o ônibus mágico, as esculturas com as peças de xadrez do primeiro filme e os dementadores…

ônibus de tres andares

Uma das partes que eu também mais gostei foi a visita à parte dos efeitos especiais do filme, onde cabeças de monstros, elfos, bichos, etc, são montados com movimentos quase reais, como foram usados no filme. Eu não resisti e gravei um pequeno vídeo, curtíssimo, só para mostrar como os efeitos são reais e, até, assustadores!

Ah, peço desculpas pela qualidade do vídeo, sem edição, mas meus últimos posts tem sido feitos “on the road”, sem meus computadores equipados com os programas e os frufrus necessários para eu editar – e que confesso a vocês, eu não sou a pessoa das mais rápidas a aprender a editar um vídeo! Então, vai desse jeito mesmo que o que vale é a intenção. 🙂

E a visita não poderia acabar sem a gente passar pelo Beco Diagonal (que é completinho e igual ao filme. com todas as fachadas e as vitrines montadinhas)…

cidade cinematográfica estúdios harri potter londres

Lojas cidade cenográfica harry potter londres

… nem pela vista aérea de toda a Hogwarts, construída num tamanho maior e com uma precisão absurda, onde eram filmadas as cenas aéreas para depois ir para a computação do “pós-filmagem”.

castelo harry potter estúdios warner bros londres

Apaixonante, né? No final de tudo tem uma loja, claro, com todas as coisas fofas com cara de Hogwarts que a gente possa encontrar!

De tudo, só lamentei não ter podido ficar mais tempo: minha visita chegou a durar umas 4 horas, e eu teria ficado bem mais sem problemas! Lamento também pelas fotos: a iluminação do estúdio é bacaníssima para deixar as fotos com aquela aura misteriosa, mas minha câmera – ou a usuária dela, talvez – não se deu muito bem na hora de tirar as fotos! Enfim, acontece…

Mas uma coisa é certa: Hogwarts virou a parte mais “mágica”, literalmente falando, de Londres. E não dava para falar dela em apenas duas linhas numa revista, né? 🙂

Essa jornalista e blogueira visitou os Estúdios Warner Bros em parceria com o Visit Britain e os estúdios Warner Bros.

[box]

Para ajudar na sua viagem:

Hotéis em Londres | Passagens aéreas para Londres | Ingressos para atrações em Londres (compre em português)

 

Dicas Gerais:

Do baratinho ao classudão: dicas de onde comer em Londres

Onde se hospedar em Londres: dicas para cada bolso

Vale a pena ver a troca da Guarda Real do Palácio de Buckingham?

Lojas e compras:

Cat-cafés: tomar café com gatos virou moda em Londres

Foyles: a melhor livraria de Londres

Fortnum and Mason: Compras com gosto de realeza

Atrações e Passeios:

Visita aos Estúdios do Harry Potter

Torre de Londres: Histórias, Fantasmas e Ursos Polares

Outras cidades da Inglaterra:

Stratford Upon Avon: Tour de um dia só na cidade de Shakespeare

Legoland: Um passeio com crianças nos arredores de Londres

Banksy, street-art e uma caça aos graffitis em Bristol.

Brighton: Todas as dicas (e vários motivos) para você se apaixonar por lá

Warwick: um castelo para crianças a duas horas de Londres

Festival de Balões em Bristol: Um show de luz e de graça (de graça!)

[/box]

Comments

12 COMENTÁRIOS

  1. O sonho do minha vida é visitar os estúdios. E passar um tempinho em Londres e quem sabe conseguir um autografo de alguém do elenco… rsrs

    E o certo é Grifinória(versão da tradução) OU Gryffindor(versão original) de acordo com os livros 🙂

    Beeijos.

    • Lívia, obrigada! Eu não sabia do Grifinória, a pronúncia certa da tradução.. Na verdade, não lembrava! 😛 Obrigada pela correção! 🙂
      Ah, lá nos estúdios não tem ninguém do elenco não, mas quando eu estava lá, estava rolando uma peça em Londres com o Daniel Radcliff, e ele tem estado bem atuante nas peças londrinas. Não cheguei a ir para confirmar se dá para rolar um autógrafo/abraço de fã com ele, mas bem… ver de perto já seria uma alegria danada, né? 🙂

  2. Maravilhoso seu texto. Vou para londres em julho e já comprei meus ingressos e tenho uma dúvida. Na estação Euston é fácil de comprar o trem? Compro no dia mesmo ou compro um dia antes?

    Parabéns…..

    • Oi, Roberta! Ai, desculpa pela demora em responder!!! 🙁
      Então, eu comprei na hora, só que paguei com o Oyster Card. Se você estiver indo para lá com um Oyster Card ou o Travelcard, o mesmo que se usa para o metrô, pode usar ele também, na hora, para pagar!
      Mas se quiser pagar na hora, também pode! 🙂 Só lembra de chegar uns minutinhos antes, porque a pontualidade britânica é certinha mesmo! 🙂

  3. Olá! Gostei muito da matéria, vc escreve muito bem! Gostaria de saber quanto tempo vc levou para esse passeio, se meio período é suficiente, e se há restrição de tempo para ficar lá. Obrigado!

    • Lucas, eu fiquei ali por umas 2 horas, duas horas e meia, mas isso porque fiz a segunda metade do passeio rápido porque tinha um outro compromisso depois, a trabalho. Porque eu passaria 4 horas por ali fácil! 🙂
      Você pode levar até 4 horas fazendo todo o tour, com calma. Na verdade, acho que se você for um aficcionado pela série, ou estiver com crianças pequenas, pense em ficar ali um mínimo de 3 horas, para aproveitar. Se não, duas horas é o suficiente! 🙂

  4. Oii Clarissa, irei ficar até começo de março em Londres e com certeza esse é um passeio q eu vou fazer, só q tem um detalhe, eu gostaria de saber quanto de crédito vc gastou do seu oyster, pois eu realmente preferiria ir de transporte público se o valor economizado fosse alto, já q estão vendendo o passeio com o transporte incluso por 63 libras (um absurdo)!! Agradeço desde já pelo excelente post!!

    • Victoria, eu paguei pelo Oyster e, confesso, não lembro quanto foi na época, mas sei que foi em torno de 9 libras a ida, e a volta eu paguei mais barato porque voltei fora do horário de pico. Eu sei que muitos pacotes já incluem o transporte, e não sei honestamente como está agora a diferença, mas ir de oyster é bem tranquilo – tem até um ônibus gratuito da estação de trem até os estúdios que te leva de graça – é só mostrar a compra do bilhete do passeio.
      E a vantagem é que, quando o Oyster chega a um determinado valor ao dia (que hoje acho que é de 9 libras, mas vou confirmar para você), ele para de cobrar e você passa a usar o transporte público com aquela mesma tarifa.
      Espero que você goste (mas olha, se prepare! Infelizmente, transporte em Londres é caro mesmo!) 🙁

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui