[show_AdSense float=”left” ad_client=”pub-9501066899733075″ ad_slot=”6562283172″ ad_width=”250″ ad_height=”250″ ]

Vale o aviso: este post faz parte da série sobre a Rota das Emoções, mas pode ser lido separadamente! 🙂

Ou seja, como tivemos algumas grandes dicas de lá, especialmente porque estávamos em meados de Novembro, auge da temporada seca de um ano já meio seco. Eu só lembrava de algumas pessoas que tinha ido recentemente aos Lençóis devido a várias promos de passagem, e que, imagino, uma das razões da promo era essa mesma: todo o Parque estava em baixa temporada porque as lagoas estavam secas. Moral da história: conheço um bocado de gente que foi motivada pelo preço e voltou meio chateada porque não pode aproveitar aquele visual todo, nem tomar um banho.

Eu estava indo exatamente depois delas, e com um problema maior ainda: em agosto de 2012 um artigo no Jornal O Globo já dizia que os Lençóis estavam sofrendo a pior estiagem da década. E eu estava indo em Novembro, sendo que nem um pinguinho de chuva tinha caído até então.

Será que Lençóis perderia a graça? 🙁

Nada: sempre há a esperança. Ou melhor, a Lagoa da Esperança, que fica nos Lençóis Maranhense e é perene. Ou seja é mesmo ela a última que morre! 😛

lagoadaesperançanoslencoismaranhenses

Pois era essa a dica que descobrimos lá. Para quem visita os Lençóis na temporada da seca, de novembro a fevereiro, opte pelas áreas de água que nunca secam.

Ou seja, vá visitar as lagoas perenes e o mar. E nesse caso estão aí duas dicas para visitar em época de seca nos Lençóis: a Lagoa da Esperança e Atins.

E nesse caso, a Lagoa da Esperança não deixa nada a desejar. Envolta por dunas de areia estupidamente fina e branca, que parecem etéreas a envolver uma linda lagoa de um azul refrescante.

E nem é só duna: como é uma das lagoas permanentes do parque, a flora ao redor é exuberante e verde – mágicas que só um pouco de água constante podem fazer!

Lençois maranhenses

 

O passeio até a Lagoa da Esperança dura em média 5 horas e pode sair de manhã (em torno das 9 horas da manhã) ou à tarde, por volta das 14 horas.  A saída é feita de Barreirinhas por veículos 4X4 autorizados (somente estes tem autorização para entrar no Parque) e atravessamos um rio através de uma balsa bem rústica que leva os veículos de um lado a outro.

Jangada de transporte dos carros saindo de Barreirinhas

 

Veículos Credenciados para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Chegando do outro lado, pegamos a estrada ainda por dentro do parque em direção a Lagoa.  Do caminho, vê se um pouco da casa dos moradores dentro do Parque. E inclusive, volta e meia tem-se a experiência maravilhosa de se atolar na areia também… 🙂

E é por isso que é preciso que apenas veículos autorizados e motoristas com experiência na areia dirijam o veículo. Porque se mesmo assim eles atolam de vez em quando, imagine a gente!

trilhasde4x4noparquedoslencois

Mas enfim, chegamos a Lagoa. E os motoristas dão uma parada para que a gente faça uma pequena trilha sobre duna, de onde dá para tirar fotos lindas do alto…

Lagoa da Esperança

 

Lagoa da esperança rota das emoções maranhão

… e do alto da duna mesmo, descer numa corrida (ou num improvisado ski-bunda) até a água, que está lá embaixo te esperando, super refrescante! 🙂

Lençóis Maranhenses lagoa da esperança

O passeio é um alento no calor de novembro dos Lençóis, e uma pedida e tanto para quem quer conhecer a beleza das dunas, mesmo na época da seca.

E quem ficou preocupado em ter que subir toda a duna de novo para voltar, relaxe… Ali, do ladinho da lagoa e bem escondidinho na sombra dos coqueiros, tem o jipe te esperando.. 🙂

Lagoa da esperança lençóis Maranhenses

 

Só fica aqui uma recomendação: se você estiver visitando a Lagoa da Esperança na parte da tarde, vale a pena subir a duna toda de novo sim, mas para assistir, lá do alto, o pôr do sol. Como fomos de manhã, não pudemos ter essa experiência, mas os guias informaram que é maravilhosa! 🙂

[alert style=”2″]Em tempo: um passeio de 5 horas para a Lagoa da Esperança custa R$ 80 por pessoa (preços de novembro de 2012) mas o passeio privativo pode custar bem mais. Ao fim do post tem todas as indicações de como chegar.[/alert]

Veja aqui também um post sobre Atins, a outra opção para quem visita Lençóis em época de seca! 🙂

 

Quem também tem ótimos posts dos Lençóis Maranhenses e que valem super a  pena dar uma conferida:

Rapha No Mundo: Índice de Posts sobre os Lençóis Maranhenses

Matraqueando: Lençóis Maranhenses: como ir e quando chegar

Como Viaja: Ah, os Lençóis!

Turomaquia: Lençóis Maranhenses – Índice (como o nome sugere, neste post tem uma série de links do passeio da Paty pelos Lençóis, com direito a fotos, exclamações, camarões e descrições fiéis de tudo. Vale guardar! 🙂

Viaje na Viagem: uma relação de posts sobre o assunto, diretamente do principal nome em viagens no Brasil.

 

carro

Quem leva:

Para ir a Lagoa da Esperança é preciso agendar tours, porque só carros autorizados entram no Parque. As empresas que oferecem o serviço são as:

Rota das Trilhas – Foi essa agência que cuidou do nosso transporte para Atins e Lagoa da Esperança. Eles podem ser contratados através de:

Websitehttp://rotadastrilhas.com.br

Telefones: (98) 3349-0372

E-mail: reserva@rotadastrilhas.com.br e gerencia@rotadastrilhas.com.br

São Paulo Ecoturismo – o nome é paulista, mas trabalha com roteiros diferentes em Lençóis. Eles podem ser contratados através de:

Website: http://saopauloecoturismo.com.br

Telefones: (98) 9149 4666 (VIVO), (98) 8837 2530 (OI) e (98) 8165 8930 (TIM)

E-mail: atendimento@saopauloecoturismo.com

 

 

 

hotel

Onde se Hospedar

A melhor opção é em Barreirinhas, que tem a melhor estrutura hoteleira e é a base para fazer os passeios pelos Lençóis. Fiquei na Encantes do Nordeste (assim mesmo, com “e”), que foi deliciosa. A pousada é toda em chalés com muito verde, um espaço de leitura e televisão, uma sala zen para meditação, redes em todos os chalés (aliás, eu chego a conclusão pessoal de que, para mim, basta ter uma rede na varanda para ganhar minha simpatia imediata. Sério, é algo inconsciente! icon smile Rota das Emoções: do Piauí  em direção aos Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses ), piscina, deck que dá para o rio preguiças e um delicioso espaço de café da manhã. As diárias vão  a partir de R$ 209 na alta temporada – veja o tarifário aqui.

Mas a pousada fica um pouco afastada de conveniências como lojas e bancos, para tudo tem que pegar táxi. Por outro lado, no próprio hotel já é possível fechar os pacotes. De tudo, um lado negativo , que não é do hotel, mas da cidade como um todo: neca de pitibiriba de internet. Lá eles dizem que tem wifi – e tem, só que não funciona porque a internet da cidade é péssima. Meu celular e modem da Vivo estavam mortinhos, nem ligação em conseguia fazer – em compensação, quem tem TIM se dá bem por lá, é a que melhor pega.

Outra dica de pousada, confortável e mais barata, é a Pousada do Rio (meus companheiros de viagem ficaram lá). As diárias são  R$ 125 o apartamento single e R$ 175 o duplo, para alta temporada (preços com o tarifárioestão aqui).

Para fazer a reserva no  Encantes do Nordeste: Dá para fazer através do e-mail deles (encantesdonordeste@terra.com.br), dos telefones (98) 3349-0288 / (98) 3349-0260 / (98) 8857-4425 ou fazendo a reserva diretamente pelo site. 

Para fazer a reserva na Pousada do Rio: Dá para fazer através do e-mail (pousadadorio@hotmail.com), dos telefones  (98) 3349-1255 / Cel (98) 9132-6448 / 9606-5038 ou reservando diretamente no site.

 [alert style=”3″]

Se você gostou desse texto, acompanhe a série sobre a Rota das Emoções aqui:

Lençóis Maranhenses: lagoas, camarões e vida mansa em Atins

Lençóis Maranhenses (ou o que fazer quando as lagoas estão secas)

Rota das Emoções: do Piauí em direção aos Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Rota das Emoções: a revoada dos guarás no Delta do Parnaíba, Piauí

Rota das Emoções: as vivências com rendeiras, pitangas, cajuína e catadores de carangueijo no Piauí

Barra Grande em 10 motivos: para você visitar todos e parar de desdenhar promoção de passagem para o Piauí

Rota das emoções: viajando de buggy de Jericoacoara a Camocim, no Ceará

Rota das emoções: dicas do que fazer em Jericoacoara por quem começa a viagem por aqui

Rota das emoções: onde é, o que vale a pena fazer lá e como planejar sua viagem no Nordeste

[/alert]

Esta jornalista e blogueira percorreu a Rota das Emoções em novembro de 2012 a convite do Sebrae e dos empresários de Turismo da Rota. Todas as impressões, dicas, sugestões e avisos são frutos da experiência e opinião da jornalista.

Comments

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui