Arraial do Cabo (RJ), Abrolhos (BA) e Fernando de Noronha (PE): estão aí três dos pontos mais badalados aqui do Brasil para quem curte fazer mergulho de cilindro.

Quem já foi em um dos três jura de pé junto que é o máximo – mar estupidamente transparente, corais, embarcações naufragadas, peixinhos coloridos e coisa e tal.

Eu, honestamente, nunca fiz nenhum dos três lugares – já fiz o batismo uma vez, no Mar Vermelho no Egito, pela simples equação “estar lá e aproveitar a oportunidade”, e por isso é totalmente minha culpa nunca ter continuado com a empolgação e ter feito o curso e certificação, especialmente porque é aqui do lado de casa, em Arraial do Cabo, um dos melhores pontos para aprender.

Sabe aquela coisa de “santo de casa”? Pois é. Só por que eu moro aqui, acabo deixando para depois, porque sempre vou ter tempo, vou ter tempo e – putz – nunca faço.

Mas foi por isso que eu tinha me dado um prazo: ia me certificar até maio de 2013. A data limite tinha um motivo: eu ia para Bonito visitar a Lagoa Misteriosa e o Abismo Anhumas, dois dos lugares mais do balacobaco para mergulhar. Sem mar, coral, nem peixinhos coloridos, é verdade, mas me era prometida uma água de visibilidade única e uma super de uma experiência: mergulhar numa caverna.

Moral da história: a procrastinação venceu, o calendário apertou e o curso ficou para lá. Ou seja, Bonito foi só de snorkel mesmo no meu caso.

Voltei aguada. Literalmente. Mas foi tapa de luva necessário para eu tomar vergonha na cara e pôr o curso de mergulho como meta definitiva para agora, 2014. Para voltar para lá depois e mergulhar como o manda o figurino.

Mas para o caso de você já ter o certificado (ou estar pensando em fazer o batismo num lugar bem bacana) e for para lá antes de eu voltar, fica aqui a sugestão: faça. Os dois lugares – Abismo Anhumas e Lagoa Misteriosa – são inusitados e lindos de uma maneira única, e mesmo quem não quer fazer mergulho de cilindro não vai se arrepender de conhecer.

Mas quem for para mergulhar, vai levar uma experiência única para o resto da vida! 🙂

LAgoa Misteriosa3
Crédito: Foto de Divulgação cedida pela agência Bonito Ecological, no Bonito Hostel

Só que como o Abismo Anhumas merece um post só para ele, a gente já começa apresentando a Lagoa Misteriosa, bonitona que só ela.

Até porque já dizia a sabedoria popular desde os tempos de Odete Roitman que começar com um misteriozinho sempre é bom, né? 🙂

A Lagoa Misteriosa

Antes mesmo de chegar lá eu já achava o nome “Lagoa Misteriosa” o maior barato. “Deve ser uma estratégia de marketing”, pensava eu, “para deixar a gente curioso de ir para lá descobrir qual é”.

Se foi, não sei. Mas a verdade é que a Lagoa é misteriosa por duas razões: a primeira, por ficar meio escondida assim entre uma clareira de mata. A gente vai andando em uma trilha, andando e andando, até de repente se deparar com uma escadaria enorme e uma lagoa de um azul quase etéreo, lá embaixo, esperando a gente.

Olhando do alto, parecia até uma jóia. Um portal tridimensional. Um… sei lá. Era linda.

Bonito_MS_lagoa_misteriosa2

É, acho que a Lagoa Misteriosa tem um certo encanto que já te pega antes mesmo de você encostar na água: o contraste azul absurdo da água refletia as árvores, até os momentos em que você não distinguia mais onde acaba o azul e onde começava o verde.

Ali, eu entendi outro dos segredos da Lagoa: aquele mundinho de um azul profundo dá uma paz indescritível para a gente! 🙂

Bonito_MS_lagoa_misteriosa

A gente – todo mundo era a galera do snorkel, como eu – nos paramentávamos com a máscara de mergulho e o colete salva-vidas, para fazer a flutuação. E pelas roupas deixadas num cantinho, a gente já deduzia que tinha um pessoal mergulhando lá embaixo.

E o “lá embaixo” era lá embaixo mesmo.

Fundo Lagoa Misteriosa

 

Ah, lembra do segundo motivo do nome “misteriosa”? A profundidade: um dos fossos da Lagoa Misteriosa já foi explorado até 200m para baixo, sem que ainda o fundo fosse avistado. E num dias com boa visibilidade, consegue-se enxergar bem até 40 metros para baixo.

bonito lagoa misteriosa
Um exemplo do mapa da profundidade da Lagoa Misteriosa, com seus dois fossos subterrâneos. As marcações informam até onde é possível mergulhar, mas mesmo quem já saiu a mergulho exploratório ainda não chegou ao final dela.

E para quem fica na superfície fazendo snorkel, a visibilidade da água aliada ao sol lindo que fica e ao fundão lá embaixo, dá a chance de fotos maravilhosas. Eu não mergulhei (e como disse, voltei aguada cheia de vontade de fazer isso), mas o passeio vale a pena mesmo se você quer ficar só na flutuação.

Lagoa Misteriosa mergulho

Lagoa Misteriosa
Eu achava mágico ver, debaixo d’água, os raios de sol caindo para dentro das profundezas da Lagoa. Acrescentava ainda mais beleza ao lugar!

A transparência da água é mesmo impressionante – aliás, como é em todos os rios da região de Bonito e Jardim (a Lagoa Misteriosa já fica localizada neste município, distante 40 quilômetros de Bonito). E a Lagoa Misteriosa, por uma característica própria da natureza ali, não tem muitos peixes grandes como tem nos outros rios: é, sobretudo, cheia de lambaris e outros peixinhos pequenininhos. E se o mergulho ali não inclui nadar entre peixões como acontece no mar, o encanto desses pequenininhos está em, de repente, saírem todos fotogênicos nas fotos tiradas embaixo d’água – como nesse caso, tirada de baixo para cima, em que parece que o peixinho está nadando no céu! 🙂

Lagoa misteriosa peixe flutuando

Flutuação Lagoa Misteriosa
De longe, esses peixinhos nadando se confundem com as folhas secas, não?

E assim como aconteceu com o peixinho lá de cima, o bacana para quem mergulha é chegar lá embaixo e olhar para cima: a água fica tão transparente que parece que as pessoas estão nadando no céu!

LAgoa Misteriosa
Você consegue identificar onde termina a “parede azul” de rochas e começa a “parede verde”, de árvores? Lindo, né? 🙂 Crédito: Foto de Divulgação cedida pela agência Bonito Ecological, no Bonito Hostel
LAgoa Misteriosa4
Crédito: Foto de Divulgação cedida pela agência Bonito Ecological, no Bonito Hostel

Mas olha, o máximo da minha profundidade foi isso aí.  Ou seja, mesmo só de snorkel dá para levar para casa algumas recordações bacanas! 🙂

Lagoa misteriosa fundo

Informações Práticas

Quem quer fazer mergulho lá, o negócio é o seguinte: há a possibilidade de se agendar mergulhos para quem não tem certificação – e nesse caso a profundidade máxima é de 8 metros. Para quem tem certificação, o mergulho pode ser adaptado de acordo com as habilidades do mergulhador, e é sempre acompanhado de um instrutor.

Quando ir: 

As melhores épocas para se visitar é de maio a setembro, quando a lagoa está aberta para visitação e mergulho, e quando começa a época da seca na região, o que deixa a visibilidade da água muito melhor. Nessa época a água é meio friazinha, mas nada que a gente não se acostume! 🙂

Quanto pagar:

O mergulho de cilindro custa R$ 292, e quem quer fazer apenas a flutuação paga R$ 130 – lembrando que os valores atualizados podem ser encontrados aqui.

Quem leva:

Eu reservei o meu passeio com a agência do Bonito Hostel, a Bonito Ecological, mas outras agências na cidade oferecem o passeio também.

Como ir:

o transporte às atrações de Bonito é todo pago à parte e não está incluído na maioria dos passeios (veja aqui este post com dicas sobre como fazer a melhor logística para Bonito), mas uma das alternativas é contratar um táxi (opção mais cara), pegar uma van de transporte compartilhado (opção oferecida em alguns hotéis e agências, como no Bonito Hostel) e alugar um carro (opção mais econômica, especialmente se você estiver em grupo – você acha algumas ofertas de aluguel de carro aqui).

Importante:

Quem vai mergulhar precisa agendar com a agência pois no dia anterior é preciso fazer o aluguel das roupas e teste do equipamento. E como muitos passeios em Bonito tem um limite de pessoas por dia, fica a sugestão de se programar com antecedência e incluir o teste na sua agenda. Uma agência de viagem arrumou isso para a gente numa boa! 🙂

Sugestão: 

O passeio na Lagoa Misteriosa dura metade de um dia. Se você pretende, na sua programação, fazer o Rio da Prata também, tente organizar ambos no mesmo dia, um de manhã e outro de tarde (a ordem dos fatores não altera o produto, aqui). Porque? Simplesmente porque as duas atrações são próximas uma da outra, e você economiza no transporte e tempo de deslocamento – e outros macetes gerais de como montar o seu programa em Bonito podem ser encontrados aqui.

Essa jornalista e blogueira que vos fala foi a Bonito a convite do HI Hostel Bonito e de seus parceiros, como o Grupo Rio da PrataEstância Mimosa e Lagoa Misteriosa

*************************************************************************

Links para ajudar a organizar sua viagem a Bonito:

Hotéis e pousadas em Bonito Agência para reservar os passeios | Aluguel de carros no aeroporto de Campo Grande (MS)

E mais posts:

Bonito para iniciantes: como ir, onde ficar, o que fazer e qual a melhor época para visitar?

Nascente Azul: vale a pena incluir no seu roteiro?

Flutuação no Rio da Prata: porque esse é o melhor passeio de Bonito

Bonito by bike: Esporte, trilhas e ecoturismo sobre duas rodas

Lagoa Misteriosa: um dos melhores lugares para mergulhar no Brasil

Onde comer em Bonito: dicas de restaurantes, bares e lanchonetes por lá

Bonito Hostel: um review da melhor hospedagem econômica de Bonito

Bonito: escolhendo as atrações e planejando o seu roteiro

Comments

2 COMENTÁRIOS

  1. Oi Clarissa!

    Primeira coisa: curso de mergulho já! Se eu tivesse lido esse post ontem, teria te convencido hehe

    Ah, e fiz esse mergulho de cilindro na Lagoa Misteriosa (e no Abismo também). Foi incrível! meu primeiro mergulho em água doce. Posso falar um pouquinho?

    Fiquei encantada com os instrutores de lá, com a paciência, com conhecimento. Eu e marido fizemos o mergulho e outro casal o batismo e pude ver como foram atenciosos com eles.

    Outro ponto a ser considerado é o horário. Cheguei no primeiro horário da manhã e não tive esse primeiro contato maravilhoso com a lagoa não, ficou pra volta. Luz, precisa de sol, marcamos muito cedo, mas não sabia disso…

    Então o início do mergulho foi bem legal, mas faltava essa super transparência, até que foi entrando o sol e o lugar se transformou! Sério! O que acabou sendo bem legal, parece que começamos o mergulho num lugar e depois virou outro. Deu pra ver as mudanças, a chegada do sol aos poucos e tudo se transformando. Incrível mesmo!

    E quando a gente subiu tinha a galera do snorkel lá hehe bem como vc falou.

    Muito bom o post!

    Beijos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui