Para quem visita Londres com crianças, uma esticadinha até a Legoland em Windsor pode ser uma excelente pedida. Com várias opções de transporte a partir da capital inglesa, o local é de fácil acesso e agrada até os adultos (afinal, quem não adorava brincar de Lego?).

legolando_windsor_inglaterra_5
Crédito da foto: Catarina Donda

O parque não tem brinquedos radicais – é destinado ao público de até 13 anos – mas é garantia de um dia inteirinho de muita diversão. São onze setores, resumidamente descritos a seguir, junto com suas atrações principais:

The Beginning: como o nome já diz, é o início, onde está a maior das lojas, alguns restaurantes e a estação do Hill Train (que atravessa o parque). Neste setor, não deixe de visitar o pavilhão Lego Star Wars: fãs da série de George Lucas vão à loucura com várias cenas dos filmes representadas em construções de Lego. Para aumentar o clima, aperte o botão em cada cenário e você terá trilha sonora, iluminação e alguns movimentos.

legolando_windsor_inglaterra_1
Estação da Star Wars na Legoland. Não é o máximo? Crédito da foto: Catarina Donda

Miniland: cerca de 40 milhões de peças de Lego compõem cenários da Europa e dos EUA. Lembra bastante o Mini-Mundo de Gramado (RS), só que feito em Lego. Para quem não quiser apenas contemplar, é possível brincar com barcos de controle remoto mediante uma taxa (não inclusa no ingresso do parque).

Duplo Valley: com vários brinquedos voltados para as crianças pequenas, tem como atração principal um parque aquático que vai agradar até as maiores, principalmente nos dias de verão. Vá preparado(a) para um mergulho!

Traffic: nesta seção, todos os brinquedos têm como tema os meios de transporte. Um dos mais procurados é a auto-escola, onde as crianças recebem instruções de direção e podem guiar carrinhos de Lego em uma mini-cidade com cruzamento, sinal de trânsito e rotatória, com direito a carteira de motorista no final. Como estamos na Inglaterra, tudo isso acontece na mão inglesa, o que pode causar uma confusão inicial em pequenos estrangeiros (nada que uma ou duas colisões frontais não resolvam – mas não se preocupe, eles usam cinto, os carrinhos andam devagarinho e têm parachoques reforçados ) ). A barco-escola, onde os pequenos dirigem barquinhos de Lego por uma estrada fluvial, é outro sucesso.

legolando_windsor_inglaterra_4
Ao final desta atividade, os mini-motoristas ganham uma carteira de motorista da Fiat, uma das patrocinadoras da atração! Crédito da Foto: Catarina Donda

Lego City: entre as atrações, games de Lego e o show ao vivo “Pirates of the Skeleton Bay”, que acontece a cada hora entre 12h e 17h, com acrobacias e lutas de espadas.

Adventure Land: a grande estrela desta seção é o passeio de submarino às ruínas da cidade perdida de Atlântida. Muito legal!

Kingdom of the Pharaohs: aqui o tema é o Egito antigo. O brinquedo mais concorrido é o Laser Raiders, onde as crianças percorrem o interior de um templo em um carrinho e precisam acertar aqueles esqueletos e múmias fofas de Lego com uma “arma” de laser. A ambientação da fila de espera é o maior barato: esfinges e quadros bem-humorados construídos em Lego retratam divindades egípicias em atividades prosaicas, como sinuca ou basquete.

legolando_windsor_inglaterra
Curiosidades do quadro: você reparou nos hieróglifos jogando sinuca e no meio de uma partida de basquete? Crédito da foto: Catarina Donda
legolando_windsor_inglaterra_3
Máscara mortuária de Tutankhamon em Lego! Crédito da Foto: Catarina Donda

Pirates Landing: a principal atração é o Pyrate Falls Dynamite Drench, uma viagem pela terra dos piratas que termina com uma descida na água. Já o Pirates Training Camp é um parquinho todo feito de madeira e cordas que imita um barco pirata, ideal para o momento em que os pais querem dar aquela descansadinha básica e as crianças ainda estão cheias de energia pra gastar.

Knights Kingdom: no reino dos cavaleiros, a pedida é andar de montanha-russa: seja na versão mini (para os pequeninos) ou na que passa por dentro do castelo do dragão (para as crianças maiores), o passeio é um sucesso.

Land of the Vikings: se estiver fazendo tempo bom, não perca o Viking’s River Splash, um passeio na corredeira viking!

Os pequenos aproveitam as atrações para se refrescar ao longo do dia! Crédito da foto: Catarina Donda
Os pequenos aproveitam as atrações para se refrescar ao longo do dia! Crédito da foto: Catarina Donda

Imagination Centre: Sky Rider é um passeio numa trilha aérea sobre a Miniland, e a Space Tower é uma torre cuja subida e descida você regula pelos cabos que controlam a sua cadeira. Neste setor também estão o cinema 4D e as oficinas de Lego que abordam ciência, design e estrutura; além daquelas destinadas simplesmente a montar e brincar.

Gostou? Veja abaixo as principais informações de que você precisa para programar o seu passeio: 🙂

Ingressos: são vendidos na entrada do parque e pela internet (www.legoland.co.uk). A vantagem de se comprar online, além de evitar as filas na bilheteria, é conseguir descontos progressivos pela compra antecipada, especialmente se for feita com data marcada para a visita  – um dia no parque para um casal e uma criança, no mês de julho, pode sair por £ 84. Também há combos de ingressos para famílias maiores por preços promocionais e pacotes para quem se hospeda no hotel do parque. E para os que visitarem a Legoland até maio de 2014, é bom saber que as embalagens de Sucrilhos vendidas na Inglaterra trazem cupons de desconto para o ingresso de adulto acompanhado de criança pagante (esses cupons valem não apenas para a Legoland, mas para várias outras atrações no país). Analise as alternativas e veja qual a mais interessante para o seu caso.

Filas: durante o verão europeu (correspondente ao nosso inverno), que é alta temporada e época de férias escolares, o parque fica super cheio, então é preciso um pouco de paciência para as filas dos brinquedos mais concorridos. Uma opção é adquirir, dentro do parque, passes rápidos (chamados “Q-bot”) que dão direito a “furar” as filas pelo preço de £15 por pessoa (válido pelo dia inteiro e para várias atrações).

Como chegar: você pode ir de trem, ônibus ou carro. Partindo de Londres, há trens saindo das estações de Paddington (meia hora de viagem com conexão) e Waterloo (direto, em pouco menos de uma hora) para a estação de Windsor & Eton. Dali, um ônibus vai direto para o parque. Na maioria das estações de trem, pode-se comprar pacotes com desconto que incluem passagem de trem, de ônibus e o ingresso para a Legoland. Para quem prefere ir direto de ônibus, a linha 702 da Green Line sai de Victoria todos os dias e também oferece pacote. E a Golden Tours faz traslado diário ao parque, buscando em mais de 50 hotéis em Londres. Por fim, para quem vai de carro, há estacionamento no parque (£3). Detalhes sobre a rota de carro e links para os sites das empresas que operam os serviços de trem e ônibus podem ser encontrados na página “Directions” do site da Legoland. 

 Alimentação: Não espere muito. Há diversos restaurantes, lanchonetes e barraquinhas espalhados pela Legoland, mas sabe como é, quando o assunto é comida de parque, o foco é fast food. Embora alguns restaurantes também sirvam refeições, a comida em geral é do tipo pesada. Uma opção pode ser o Pizza-Pasta, que oferece massas, pizzas e buffet de saladas (não testamos). Neste e no restaurante do Duplo Valley, crianças menores de 12 anos comem de graça após as 15h, desde que acompanhadas por um adulto pagante.

Compras: há diversas lojinhas de Lego, algumas delas temáticas (como a do Star Wars). A maior de todas está junto à entrada do parque. Em frente a ela, uma loja de roupas. Os brinquedos podem custar até 50% do preço que pagamos no Brasil, já as roupas são tão caras quanto (ou mais). Se tiver tempo, compensa comprar tanto brinquedos quanto roupas no site da Amazon, onde tudo é mais barato.

Hospedagem: Windsor tem diversos hotéis, que você pode pesquisar aqui. Mas se quiser enlouquecer a criançada e estiver disposto a encarar o preço, o hotel da Legoland é de deixar qualquer aficionado da marca babando. Não podemos avaliar o serviço porque não nos hospedamos lá, mas o visual é sensacional: fachada de Lego, lobby cheio de brinquedos, carpetes com mapa do tesouro, camas que parecem feitas de Lego. Pacotes com ingresso incluído estão disponíveis no site do parque.

legolando_windsor_inglaterra_2
Crédito da Foto: Catarina Donda

Quanto tempo passar? Com disposição, dá pra ver quase tudo em único dia, chegando cedo e ficando até fechar. Mas para quem preferir fazer as coisas com mais calma ou quiser repetir os brinquedos preferidos, ficar um pouco mais é uma opção. Na nossa opinião, dois dias na região seriam o tempo perfeito, combinando a Legoland com as cidadezinhas de Windsor e Eton. Separadas pelo rio Tâmisa, elas são encantadoras e podem ser conhecidas à pé a partir da estação de trem. Em Windsor, o castelo (uma das residências oficiais da família real britânica, e o mais antigo do mundo ainda em uso) é parada obrigatória, que vale muito a visita – o  audioguia e o livro do castelo, inclusive, já estão disponíveis em português do Brasil. A 15 minutos de caminhada, já em Eton, impressiona o colégio de mesmo nome, com seis séculos de tradição e uma lista de alunos ilustres: diversas gerações da realeza e da alta sociedade britânicas. Um jeito de adicionar pitadas de cultura à diversão da garotada.

Castelo_Windsor_Inglaterra
E que tal visitar um castelo de verdade, em Windsor?

[box]

Para ajudar na sua viagem:

Hotéis em Londres | Passagens aéreas para Londres | Ingressos para atrações em Londres (compre em português)

Dicas Gerais:

Do baratinho ao classudão: dicas de onde comer em Londres

Onde se hospedar em Londres: dicas para cada bolso

Vale a pena ver a troca da Guarda Real do Palácio de Buckingham?

Lojas e compras:

Cat-cafés: tomar café com gatos virou moda em Londres

Foyles: a melhor livraria de Londres

Fortnum and Mason: Compras com gosto de realeza

Atrações e Passeios:

Visita aos Estúdios do Harry Potter

Torre de Londres: Histórias, Fantasmas e Ursos Polares

Outras cidades da Inglaterra:

Stratford Upon Avon: Tour de um dia só na cidade de Shakespeare

Legoland: Um passeio com crianças nos arredores de Londres

Banksy, street-art e uma caça aos graffitis em Bristol.

Brighton: Todas as dicas (e vários motivos) para você se apaixonar por lá

Warwick: um castelo para crianças a duas horas de Londres

Festival de Balões em Bristol: Um show de luz e de graça (de graça!)

[/box]

Comments

2 COMENTÁRIOS

  1. Caty amiga querida, eu não sabia desse seu blog tão maravihoso, mas agora tô explorando tudo, só peço à deus pra poder realizar todas essas viagens e passeios MARAAAA que vcs fizeram. Muito bom!!! Parabéns… Mas vondo de vc eu não esperaria outra coisa, que não, essa maravilha. Muitos beijos, muitas saudades! Morg

    • Morg, quanto tempo!!! Que saudade!!! Que bom q vc gostou do blog, eu também adoro! : ) Na verdade ele não é meu, e sim da minha prima, Clarissa Donda. Eu apenas colaboro com alguns posts, geralmente sobre viagens com crianças, como esse aqui. Mas obrigada pelo carinho!!! Bjs!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.