Fui convidada para conhecer o The Arch, um hotel boutique que fica super bem localizado – em Marylebone, um bairro ultra gostoso de Londres. Eu já tinha conhecido alguns hotéis na região de High Street Kensington, Victoria e Waterloo, de modo que foi bem bacana explorar essa área!

Nota: eu não me hospedei neste hotel, mas tive a oportunidade de visitar os quartos e as instalações do hotel, bem como bater bastante perna pela área, e explico com detalhes quais foram as minhas impressões. Spoiler: é um hotel luxuoso mas com uma deliciosa cara de “casa”. Ótimo para quem vem com a família!

 

A Localização e o Hotel

Eu visitei o hotel num dia bem londrino: chuvinha fraca e tempo cinza. O que, talvez, fez saltar ainda mais aos olhos o ar de aconchego do hotel: chegar sob chuva fraca e vinda do zumzum intenso que é a Oxford Street para um hotel charmosinho e com jeito de casa é tudo de bom.

Hotel The Arch Londres

O The Arch fica a exatos 4 quarteirões (curtinhos) da “esquina” entre o Hyde Park (principal parque da cidade) e a Oxford Street (“meca” das compras). A estação de metrô de Marble Arch também fica nessa mesma esquininha, e foi por onde eu vim. Mesmo sem ter me hospedado, preciso dizer que de cara o hotel já ganhou muitos pontos só por isso: essa facilidade de estar numa rua tranquilinha (e silenciosa) e ao mesmo tempo a poucos passos (literalmente) do buzz comercial onde Londres acontece faz uma diferença enorme na estadia – experiência de quem já se hospedou em hotéis com essa mesma dinâmica.

A fachada tem aquela assinatura toda inglesa e sofisticada. É muito comum, aqui em Londres, reaproveitar a fachada das e a estrutura clássica das casas (townhouses) e reformar o interior com elementos mais modernos, deixando um resultado moderno pincelado com elementos clássicos aqui e ali. No caso do The Arch, foi isso que os proprietários fizeram – aliás, o hotel é gerido por uma família e não por uma cadeia de hotéis, o que explica bastante o “ar de casa” em todos os detalhes dos quartos, ao invés daqueles quartos de hotéis mais “frios”.

 

Os Quartos

O hotel tem diferentes categorias de quartos, mas basicamente há duas diferenças que chamaram mais a atenção: as suítes e os quartos.

As suítes são bem mais espaçosas e todas oferecem uma espécie de lounge, ou hall, com uma pequena copinha e amenities à vontade (inclusive refrigerantes – só as bebidas alcóolicas são pagas). Algumas tem um pequeno jardim de inverno ao ar livre para fumar ou conversar, e uma gostosa área de estar.

The Arch Hotel 4

Eu visitei uma dessas, que é a Abbey Suite, que estava preparada para uma família com uma criança. Mesmo com uma cama extra (e nada apertadinha, diga-se de passagem) a suíte não dava aquele ar de apertamento que alguns quartos tem, em que mal se consegue andar direito com uma cama a mais.

IMG_3995_edited

O jardim de inverno era um charme – embora, por causa da chuva, não dava para aproveitar muito.

Ah, e importante: todas as suítes contam com banheira, e todas as banheiras tem uma televisão! 🙂

Já os quartos variam um pouco: tem as versões standard (menores) e executivo (maiores, com uma espécie de escritório) mas na sua maioria não contam com o pequeno lounge (que eles chamam de kitchennete) nos quartos. Talvez para quem for com uma criança não seja a melhor opção (escolha a suíte, neste caso), mas o quarto ainda atende bem um casal.

The Arch Hotel 5

Outra coisa: a maioria dos quartos possui banheira, mas alguns oferecem chuveiro, para quem prefira (é uma boa para quem viaja com pessoas mais idosas). Por exemplo, essa é a opção que eu costumava escolher por causa dos meus pais, já que minha mãe tem problema no joelho e por isso entrar e sair da banheira pode ser um risco dela escorregar.

 

Sobre Crianças:

 

Devo dizer que a minha impressão era de que o The Arch é bem “adulto” e sóbrio – tanto que perguntei ao concierge que me apresentava o hotel se o maior público era business. “Não. Na verdade eu diria que a maioria são mesmo famílias. É bem comum um executivo vir à trabalho aqui durante a semana e o resto da sua família chegar no fim de semana. Fazemos o possível para ser a ‘casa’ deles em Londres”.

Fez todo o sentido, para mim. De fato, mais do que cara de “adulto”, o The Arch tinha mesmo cara de casa, e como toda casa tenta fazer a família toda ficar bem confortável.

Para quem vai com pequenos, o hotel oferece cama extra (que, como eu expliquei, fica melhor nas suítes), berços, e um kit para os pimpolhos com roupão e um brinquedinho: um ursinho polar de pelúcia chamado “Archie”.

The Arch Hotel 6

E se o hotel não tem copinha-bebê, a cozinha atende nesse quesito, esquentando mamadeiras e oferecendo alimentos que os pais pedirem.

Ah, e isso não vale apenas para os filhotes “humanos”: quem tem cachorro é super bem atendido, porque o The Arch é um hotel pet-friendly.

E isso eu achei o máximo, porque taí um mercado enorme. Vai vendo…

 

Um serviço pet Friendly

Hotel The Arch Londres 2

Cães podem se hospedar à vontade com os donos  – o hotel oferece alguns “treats” e até cama para o animal, além de serviço de pet-sitter e banho (conveniente para quem resolve passear com o cachorro no Hyde Park, logo ali pertinho). “É muito comum vir gente que viaja a Europa toda com seu cachorro, e trazer o animal aqui. Tratamos como parte da família”, disse o concierge. E não tem limite de tamanho: o hotel recebe desde Chihuauas até Dogue alemães.

Outra detalhe é que, para agradar gregos e troianos que gostem ou não de animais, todos os quartos tem paredes à prova de som para preservar os ouvidos alheios do possível barulho do seu cachorrinho.

O restaurante

O restaurante Hunter 486 fica no térreo, aos fundos, e assim como todo o hotel, é igualmente classudo e confortável.

The Arch Hotel 9

Particularmente, gostei do menu de drinques. Não porque eu seja uma alcóolatra (muito pelo contrário), mas porque a gente percebia que as criações do bartender tinham recebido uma atenção especial em criatividade e estética. Gosto quando vou num restaurante e recebo recomendações especiais (e pessoais) do bartender e da garçonete – a gente sente que a dica é de verdade! Fui na sugestão dela: era um drinque refrescante de gin, limão e presunto, daqueles que a gente mal sente o álcool (e é aí que mora o perigo, não?). Adorei.

drink hotel the arch london

E se eu já esperava um menu com preços mais diferenciados, fiquei surpresa em ver que os valores não eram tão diferentes dos praticados em um pub mais gourmet em Central London – mas com a vantagem de um ambiente muito mais reservado.

Menu pratos hotel the arch

Minha pedida: o tradicional Fish and Chips inglês, versão chique.
Minha pedida: o tradicional Fish and Chips inglês, versão chique.

Sobremesa hotel The Arch Londres

Mas agora posso falar minha parte favorita? Adorei conhecer o “menu pet” – sim, eles tem um!!! E, inclusive, conta com uma opção vegetariana! 🙂

pet menu hotel the arch Londres

Não me julguem, mas ouso dizer que as opções para os pets me pareceram mais saudáveis e saborosas do que o menu padrão infantil… ????

Menu infantil the arch london

Eu juro que me deu uma vontade enorme de ir lá acompanhada de um peludo e fazer o teste – aliás, quem mora em Londres e tem cachorro é muito bem-vindo para almoçar no restaurante, mesmo sem se hospedar no hotel. O problema é que eu não tenho cachorro, e sim duas gatas: e mesmo que eu pudesse levá-las, acho que elas não aproveitariam tanto – ficariam o dia todo embaixo da cama!

Em tempo: os animais não comem no restaurante. Para quem vai acompanhado dos bichinhos, os pratos são servidos numa sala de leitura que fica no mesmo andar ao lado e super aconchegante, toda equipada com mesas e onde os bichinhos podem comer junto com os donos. Assim, quem não curte animais perto pode comer no restaurante à vontade, e todo mundo fica feliz. 🙂

Outras informações e preços

Café da manhã:

Como é comum em London, nem sempre o café da manhã é incluído na diária. No caso do The Arch, o café é cobrado à parte, no valor de £24 por pessoa, é servido no restaurante Hunter 486 em duas opções: serviço de buffet e a la carte (por exemplo, se você curte um English Breakfast).

Para quem não quiser comer no hotel, vale lembrar que você está a dois pulinhos da Oxford Street e no caminho para Edgware. O que não falta é cafés como Nero e Costa pela região!

Serviços extras: 

  • Baby Sitter e Pet Sitter: Mães e pais de filhos humanos ou peludos podem contar com o serviço, que é terceirizado, mas feito por empresas e profissionais recomendados pelo hotel.
  • O hotel também oferece uma academia;
  • Quem quiser fazer compras pela internet e mandar entregar no hotel antes de chegar lá pode fazê-lo: o hotel guarda essas compras. Também é possível se hospedar lá e, se precisar ficar uns dias fora de Londres com uma bagagem menor, pode deixar a mala grande com eles e depois voltar.

Preços:

A localização espetacular e o conceito de luxury boutique hotel faz com que o The Arch não seja um dos hotéis mais baratinhos de Londres. A experiência compensa, porém: o hotel é classificado como “Soberbo” pelo Booking.com e “Excepcional” pelo Telegraph. Os valores das diárias dos quartos variam de £329 a £350 e das suítes de £422 a £500 (atenção: os preços daqui são de julho de 2016, altíssima temporada. Vale a pena consultar o Booking.com aqui para ver se há condições melhores de preços em outras datas).

Reserve sua diária no The Arch Hotel aqui

 

Veja também:

Museus de Londres: quais os melhores horários para visitar cada um deles

Swindon Designer Outlet: um outlet kids-friendly a 1 hora de Londres

Natal em Londres: onde ver (e morrer de amores) pelas luzes de natal

Do baratinho ao classudão: onde comer (bem) em Londres

Onde se hospedar em Londres: um hotel para cada bolso (e dicas dos arredores)

 

Nota: esta blogueira e jornalista visitou o  The Arch Hotel e o restaurante Hunter 486 a convite.

Comments

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.