Cenário: verde, muito verde, com cheiro de mato molhado (não é gostoso?), uma piscina deliciosa ao ar livre (e outra mais quentinha, para alegria dos mais friorentos) e comida quentinha, com jeito de serra. Essa é a cara de um fim de semana de descanso no Parador Maritacas Spa Resort, localizado na Barra do Piraí, estado do Rio de Janeiro, a quase duas horas da capital.

Visitamos o Resort em abril, num fim de semana de tempo meio lusco-fusco, de céu cinza e uma chuvinha aqui e acolá. O que aumentou ainda mais a certa aura de “aconchego” na chegada ao hotel.

Uma visitinha no site já dá a ideia do que será o fim de semana: desplugar da tomada e descanso absoluto. A primeira idéia é totalmente verdade: o resort, que já conta com o “plus” de ficar em meio a tanto verde e paz, já oferece na própria entrada um “switch off” necessário para o corpo e, especialmente, para a cabeça.

Já a idéia do descanso, bem.. Pode-se dizer que procede para pos pais: como o resort se propõe a ser um hotel para família, as crianças contam com uma programação bem agitada!

 Bom… mas com tanto espaço assim, dá para todo mundo descansar e curtir ao mesmo tempo.

Vista hotel Parador Maritacas
Estrutura do resort: duas piscinas ao ar livre, de crianças e de adultos, com direito a um tobogã e muito verde. Mas o complexo à esquerda abriga as saunas secas e a vapor, bem como uma piscina indoor aquecida e envidraçada.

O que gostamos (em relação à estrutura do hotel):

  • Os quartos são bem espaçosos e agradáveis. Ficamos nas suítes Varandas, onde ficamos, ficam perto do riacho (o que permite dormir com aquele barulhinho de água caindo), mas há quartos para quem optar por dormir numa cama kingsize ou que tenha banheira de hidromassagem incluída. A decoração é de bom gosto e o quarto em si é bastante confortável. Mas um dos aspectos desse conforto todo é a iluminação sutil do quarto, que dá aquela penumbra envolvente, mas também atrapalha se for o caso de querer ficar com o notebook no quarto, por exemplo. Nessa hora, corra para a recepção, que lá tem rede wi-fi e é mais iluminada (mas bem, convenhamos: vir para um hotel desse para ficar pendurado no computador nem combina, né?);

  • A maioria das suítes ficam próximas ao rio ou viradas para os jardins. Vista e trilha sonora agradável, portanto;
  • Todo o caminho até os quartos é feito por corredores abertos ou rampas, facilitando a vida de quem anda com carrinho de bebê ou tem preguiça de escadas. Ah, toldos também acompanham os corredores na maioria das vezes, protegendo os hóspedes da garoa fina de um prédio ao outro (as escovas agradecem! 🙂 );

dependênciashotelparadormaritacas

 

  • Não utilizamos, mas o resort dispõe de uma Copa-baby, uma brinquedoteca e um mini-refeitório para os pequenos. Neste post aqui, da Eliane Ceccon, tem mais informações sobre isso.

Mas vale dizer: as dependências do resort são aconchego puro, medido nos detalhes. Exemplo disso é a sala de leitura, super convidativa: um bangalô envidraçado, com vista para o verde e calor da lareira. Só falta o livro…

saladeleituradoparadormaritacas

detalhesdasaladeleituradoparadormaritacas

As refeições são feitas no restaurante principal do resort, embora haja dois outros bares espalhados pela propriedade que oferecem bebidas e pequenos quitutes. O café da manhã é daqueles caseiros, com direito até a bolinho de chuva e tortas de fazenda, com cheiro de café no ar! O pacote inclui todas as refeições, com exceção de alguns fins de semana especiais em que é oferecida meia pensão. Cada refeição inclui três pratos à escolha: carne de pato e risotos deliciosos invariavelmente fazem parte do cardápio.

E aos sábados há música ao vivo no restaurante do hotel! Voz e violão para embalar o ritmo de serra. 🙂

Maritacas
Parte aberta do refeitório do hotel. Na minha opinião, a melhor parte: nada mal tomar um café da manhã nesta mesa, cercado de beija-flores!

Ah, vale avisar que o resort fica na região do Vale do Café, charmosíssimo. Ou seja, sempre há a possibilidade de querer dar umas voltas de carro pela região (embora, convenhamos, é difícil largar tanta vida mansa!).

Paisagem Parador Maritacas

Aviso importante: como boa parte dos hotéis-fazenda, a propriedade, enorme, fica afastada de grandes cidades com muita estrutura – afinal, é parte da proposta de “se desligar” do dia a dia. Então, vale a pena considerar e levar consigo na malinha o seu kit pessoal de remédios, por exemplo, ou qualquer item de uso pessoal que você ache que pode precisar, uma vez que não tem uma farmácia ou mercadinho ali na esquina para ir ali a qualquer hora.

Ah, a internet também não pega bem nos quartos, apenas no lounge da recepção. O que significa que você pode se afundar nos sofás confortáveis de lá ( que, tudo bem, não tem a privacidade dos quartos, mas é grande, espaçoso e de bom gosto) ou simplesmente deixar o computador para lá e ir aproveitar a piscina, a comida e a família – afinal, não foi para isso que você veio? 🙂

A estrutura para família com filhos

Já tínhamos tido essa impressão de um hotel bem família só de ver as atividades propostas no site. E não deu outra: o resort de fato é feito sob medida para família com crianças.

Vista da piscina infantil do Resort.
Vista da piscina infantil do Resort.

Tudo começa com os monitores – incansáveis, amistosos e, pelo que vimos, extremamente divertidos. E, sobretudo, presentes: mesmo eu, que não tenho filhos, invariavelmente topava com eles em qualquer canto que fosse passear em todo o resort, desde nos salões de jogos reservado aos adolescentes, até as piscinas, tobogãs e fazendinhas. Nenhuma criança sozinha ou entediada – e os pais podendo curtir seus minutos de descanso.

Ok, mas se a minha opinião não vale muito só porque eu não tenho filhos, pergunte para a mãe. Quer dizer, não para a minha, mas para a Eliane do 1001 Roteirinhos, que esteve lá com o filhote dela e que não me deixa mentir – ela conta tudo neste post aqui; e para a Sut-mie Guibert, do  Viajando com Pimpolhos, que conta tudo e mais um pouco sobre lugares “kids-friendly” para se hospedar e também fala de lá aqui neste post.

Viu? Correr para a mãe não falha nunca. 😉

Tudo começa com dois programas, o Maritaquinhas e o Maritacas Teen. O primeiro, como o nome sugere, é para os pequenos de 0 a 4 anos, e o segundo para os maiorezinhos. Ambos contam com um espaço adaptado para os pimpolhos de diferentes idades: seja chão emborrachado e brinquedinhos para os bebês, seja uma mini parede de escalada, mesa de totó (ou pembolim, para os paulistas!), sinuca e fliperama. Tudo com supervisão dos monitores que, frequentemente, entram eles mesmos na brincadeira.Ao ar livre, há um lago onde as crianças podem andar de pedalinho, caiaque e outras peripécias.

hoteislagoparadormaritacas

Sem falar, é claro, da fazendinha: extremamente bem cuidada, com vacas, bois, bezerros, coelhos, porquinho da índia, patos, gansos, galinhas e pintinhos. Só ver os animais na fazendinha já é atração suficiente, mas as crianças podem participar das atividades, dando alimento e ordenhando a vaquinha (os mais corajosos!).

Nós tivemos sorte: havia nascido uma família de patinhos assim que chegamos lá! 🙂

famíliadepatinhosresortparadormaritacas

Um aviso para os pais: o pacote família, na hora da reserva, já inclui a participação dos pimpolhos nas atividades promovidas pelos monitores (sendo que as atividades realizadas à parte são pagas, obviamente, em separado). Mas a programação dos pimpolhos é entregue no quarto do pais todo dia, e veja só – é bem agitada!

Programação de eventos Parador Maritacas
Reparem na programação: tem um pouquinho de tudo, para ninguem sé dividir. Para os pequenininhos, ainda tem pausa para um soninho de tarde.

 A vantagem é que muitas atividades envolvem os adultos, mas as crianças que quiserem ficar com os pais e fazerem suas próprias programações, podem marcar na recepção. O mesmo vale para os pais que podem fazer suas próprias atividades de lazer enquanto os filhos estão brincando em segurança.

Entre as atividades à parte estão cavalgadas (foto), agendadas na recepção; passeios em bicicletas com marcha e charrete estão incluídas no pacote!

Passeios de cavalo Parador Maritacas

Quem já optar por caminhadas, várias trilhas percorrem a propriedade, que vão de nível fácil a dificuldade média.

trilhasdoresortparadormaritacas

Há também uma tirolesa, que estava interditada no momento, mas que é o “plus” de adrenalina para quem topa atividades radicais.

E, claro, tem a piscina.

Piscina Maritacas Hotel

Esta é a piscina ao ar livre, com espaço para adultos e crianças, e um toboágua para diversão dos pequenos.

tobogadohotelparadormaritaca

Divertido para eles, melhor ainda para os pais, que podem assistir à bagunça das espreguiçadeiras…

…ou do bar da piscina, um pouco mais elevado, e aconchegante, na companhia de sua cervejinha ou caipirinha – porque todo mundo merece ter o seu momento, né!

Bar da Piscina do Parador Maritacas
Bar da Piscina do Parador Maritacas
Piscina do Bar Bonito HI Hostel
Visualiza: você, daqui, na paz da sua caipirinha, assistindo seu filho se divertindo lá embaixo.

A estrutura do resort para casais

Então: como a gente estava falando de momentos… 😉

Minha opinião: mesmo sentindo que o forte do resort é de fato voltado para a família, acho uma boa pedida para os casais a reserva de um fim de semana por lá. Os motivos, claro, são os mesmos: um clima agradável, uma fugida da rotina, um desligar dos celulares e um ambiente aconchegante na hora de tomar café e fazer as refeições juntos.

A isso, somem uma piscina aquecida com paredes envidraçadas, as instalações espaçosas e românticas do quarto (com direito a barulhinho do rio correndo ao fundo) e um spa para lá de zen (mas com pacotes de banhos de ofurô a dois digamos, interessantes)… E, uh-la-lá, eis uma ótima sugestão para o seu fim de semana a dois. 😉

 

Piscina Interna Maritacas

Angaratu spa

O spa Angaratu merece uma atenção a mais. Primeiro, porque poucos spas que eu fui tinham uma atmosfera tão gostosa – e se a proposta de um Spa como um todo é o relaxamento, com aquele conceito de união com a natureza e coisa e tal, nesse ponto o Angaratu acertou em cheio na localização: a própria proposta de um hotel fazenda, com o barulho de rio correndo ao fundo, aquele frescor verde, o toque de pedras e madeira… Todo um entorno que ajudou muito a “dar o clima”!

Em tempo: eu fui no spa. Mas como eu tava na vibe de spa, relax total, e achei que aquele vapor todo não ia ser uma boa para minha câmera, não tirei fotos de lá. Mas coloco aqui fotos tiradas do site deles: é ou não apaixonante?

saladoangaratuspa
Crédito da foto: divulgação do Spa Angaratu
suitespaangaratu
Crédito da foto: divulgação do Spa Angaratu

 Os tratamentos custam a partir de R$ 100,00 (valor de abril de 2013, sem feriados), mas quer uma dica: experimente ao menos o banho de ofurô. Tem banhos de ervas relaxantes, de vinho, de chocolate… Não só porque o ofurô em si é delicioso, todo perfumado e quentinho – mas por que a área onde estão instalados fica na cabeceira do rio. Ou seja, é ficar curtindo o ofurô com aquele barulho de água correndo. Hummmm… 🙂

ofurôangaratuspa
Crédito da foto: divulgação do Spa Angaratu

 Algumas observações e sugestões:

  • Pais com bebês pequenos: certifiquem-se na reserva de pedir a colocação de um berço no quarto (padrão) e, se for necessário, o aluguel de um carrinho de bebê e banheirinha, serviço também oferecido pelo hotel;
  • Os monitores são bastante presentes, mas para os pais que querem um momentinho a dois, o serviço de baby-sitter também pode ser reservado (com antecedência, por favor!);
  • Uma observação a respeito do serviço do hotel: alguns contratempos aconteceram, como a gente perder o horário do café da manhã (tínhamos chegado tarde da noite da estrada) e a maçaneta do quarto quebrar. Foi só pedir para o garçom um prato à parte e pedir ajuda da recepção e tudo foi prontamente resolvido. As palmas aqui são, especialmente, para a rapidez com que tudo foi resolvido.
  • Leve roupa de banho, um casaquinho à noite para quando esfriar e não esqueça do repelente. Não esqueça mesmo! 🙂

 

Curtiu? Você pode fazer a reserva: 🙂

  • Diretamente através da Central do Resort, nos telefones (24) 2442-4280 / 2442-1105;
  • Através do e-mail: reservas@paradormaritacas.com.br;
  • Ou fazer a reserva diretamente neste link pelo Booking.com;

 

Lembrando que o hotel tem programações especiais para feriados, datas comemorativas (como Dia das Mães, Namorados e Crianças) e eventos especiais (por exemplo, em novembro haverá uma “Noite em New Orleans”, com shows de Jazz) e vale a pena aproveitá-las (elas são divulgadas sempre na página inicial do hotel, aqui). Um exemplo: quando estávamos lá era o fim de semana anterior à Páscoa, e atividades como produção de bolos e de doces de chocolate foram oferecidas às crianças na mini-cozinha, acompanhadas dos monitores. O resultado foi uma sujeirada só (e sabão em pó está aí para isso mesmo), mas as crianças se divertiram.

O próprio hotel dá todas as instruções mastigadíssimas de como chegar lá – e aqui a gente coloca um mapinha com as instruções, mas não se preocupe – na confirmação da reserva é só pedir que eles mandam esse mapa bonitinho para vocês por e-mail, com todas as referências de onde virar, quanto andar, etc. Bem fácil.

Screen shot 2013-05-17 at 13.34.47

O trajeto de carro é mais rápido para quem vem do Rio do que de São Paulo, mas uma vez pegando a estrada, a chegada é bem sinalizada. Para pegar todas as instruções de como chegar, basta clicar aqui.

Esta jornalista e blogueira visitou o Hotel Fazenda Parador Maritacas a convite do hotel. 

========================================================

[alert style=”2″]

Gostou? Veja outras resenhas de hotéis bacanas para curtir com a família aqui!

Review do Ecoresort Chalés San Thomaz, em Minas Gerais – Um hotel de família!

Um review sobre o Royal Palm Plaza, um resort para empresas (e famílias, e casais, e crianças)

[/alert]

Comments

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.