Sim, é longe! Mas dá para fazer em um dia…

Primeiro passeio das férias: Torres del Paine, que fica na Patagônia Chilena, mas bem pertinho da divisa. Absolutamente maravilhoso!

Informação para os mochileiros e trilheiros de plantão: para quem gosta de fazer trilhas, não há lugar melhor. O parque tem rotas de 2 a 11 dias (as chamadas rotas em “W”, em “O”, em que você circula por todo o parque. Então, se você gosta de andar, acampar e curtir, aproveite para se perder pelo lugar.


Informação para os pais com filhos pequenos, idosos, adeptos do sofá e inimigos do tênis, ou simplesmente para quem é preguiçoso mesmo:
Sim, dá para fazer o roteiro num ônibus double deck, super confortável, dormindo, com televisão, lanchinho e tudo. Você só desce para tirar fotografias. Ou, se quiser, ainda tira da janela, sem nem sair do ônibus… Frescura!

 
O parque é tão lindo que vale a pena mesmo é ficar mais tempo, então a maioria das agências oferece um passeio de dois ou mais dias. Mas como eu e o André, ou Florzinha do Campo e Tiririca do Brejo para os mais íntimos, somos guerreiros desbravadores vorazes (e, principalmente, não tínhamos tempo!) fechamos no próprio albergue o pacote, que saía às 6 da matina (friio do cão!), pega 3 horas de estrada até o parque, e volta às 22 horas para o albergue. Puxado, mas dá para curtir!

O ônibus vai pela famosa Ruta 40, a estrada principal que percorre a patagônia. É, por assim dizer, uma espécie de Rota 66 sulamericana… Eu, que tive o prazer de andar pelas duas, tenho que admitir que de nuestros hermanos é muito mais bonita!

No meio do caminho, uma paradinha na aduana argentina para carimbar a saída do país no passaporte, e atravessamos a fronteira – literalmente com um pézinho cá, outro lá…

Ah, eu e minhas histórias nas aduanas da vida… Primeiro, foi o clássico episódio surreal na aduana da Bolívia (conheça aqui a história). E nessa, é ter que ficar escutando piadinha de policial feredal argentino do tipo: “humm, brasileña… Te gustas el carnaval? Y las playas? Las chicas de Brasil son buenas, non?”… Me poupe…!

Mas só a estrada de chegada no parque já começa a valer a pena…

Começa com um certo choque de imensidão (ou de pequenez, que é como você se sente) no meio de tanto céu, tanta montanha, uma paisagem de beleza e tamanho a perder de vsita, que faz a gente se sentir pequenininho… Mas é uma sensação de pequenez gostosa, por que vem junto com uma sensação de paz muito grande…


Comments

3 COMENTÁRIOS

  1. Muito lindo sua série de posts!! Eu peguei tempo ruim no dia que cheguei no parque, perdi todos mirantes!! Mas ficamos duas noites lá na Hosteria LAgo Grey, deu para passear no entorno. Só vi as torres no dia de retorno, com a van em movimento. Mesmo assim é tudo muito lindo!!

  2. Entao é possivel fazer torres del paine em 1 dia?? planejo fazer isso em janeiro. Bate e volta. Mas quando vc diz q da pra tirar foto do onibus… é possivel descer e ir ate as torres, ou o onibus so passa por ali e volta??

    • Então, o ônibus para em alguns lugares do parque, perto de rios, lagos e cachoeiras para tirar foto. Lembro que tinha até uma parada que incluía uma pequena trilha de 30 minutos, super fácil. Então você desce sim, para tirar fotos nos lagos, vendo as torres ao fundo. Quem não quiser descer do ônibus (pessoas de idade, por exemplo, que tenham problemas de locomoção, como tinha algumas no meu tour) tiram a foto do ônibus. Mas você desce sim!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.