Que minha mãe não me ouça contando isso… 😉

Mas é que num belo dia eu fui para Bristol, uma cidade fofa no sudeste da Inglaterra, para ir atrás de um cara.

Que dizer, não exatamente do cara em si, porque na verdade ninguém sabe quem ele é (!).

Na verdade, eu queria mesmo é ir atrás das coisas que o cara tinha pintado nas paredes da cidade.

E aí você pensa: “ixi, que essa menina está doidinha e perdida na vida…”

Street_art_Bristol_Inglaterra16

 Mas nem é o que vocês estão pensando! 🙂 O cara em questão que eu estava procurando é o Banksy, que atualmente é o artista inglês mais famoso e badalado do Reino Unido.

 E porque ele é o mais badalado? Por várias razões: para começar, porque ninguém até hoje descobriu a identidade dele – o que rola são só rumores e suspeitas da sua identidade secreta.

Panda_Banksy_Londres
Grafitti escondido numa transversal da rua Seven Sisters, no norte de Londres

E também porque ele é famoso por fazer grafittis na rua, em pleno espaço público mesmo, sempre de ordem política e transgressora.

Banksy_em_Brighton_Inglaterra
Esse não é o original, e sim uma reprodução de um dos grafittis dele mais famosos, exposto em Brighton.

E foi assim que ele foi incomodando e incomodando muita gente… Ele grafitava e vinha o poder público e empresas pintar por cima. Até que um dia o pessoal se deu conta do valor do trabalho dele e, de repente, as obras dele passaram a valer muito dinheiro. Leiloeiros vinham de todo o mundo, mandaram retirar o muro todo – ou não – e vendiam para alguém.

E resolver como levar o muro para cara já era um problema do comprador.

O que, na prática, era um paradoxo, porque ele mesmo nunca vendeu suas obras por dinheiro. Seu ateliê sempre foi a rua.

muro_street_art_Banksy_Bristol_Inglaterra
Eis uma street art (que não é dele, diga-se de passagem) que parodia o “negócio” que se fez em torno do street art de Banksy. O artista é representado nu e cercado por ratos que estão de olho no dinheiro das obras que ele fez.

 E foi com essa história na cabeça – bacanérrima, convenhamos! – que eu segui para Bristol, a cidade onde ele vivia e onde começou a sua street art. A idéia: percorrer pelas ruas da cidade procurando onde ainda estavam os grafittis originais dele.

Que, aliás, se você quiser saber quais são, é só clicar aqui e aqui.

 O exercício era bem interessante: andar pelas ruas com os olhos pregados nos muros. E fazendo isso, eu encontrei um mundão de street art bacana.

street_art_Bristol_Inglaterra_13

street_art_Bristol_Inglaterra_7

street_art_Bristol_Inglaterra_4

Não do Banksy, mas de outros. Porque Banksy foi o maior expoente, mas depois dele Bristol explodiu em cores nas mãos de outros artistas.

E eu me diverti. Foi assim que, procurando um cara, eu acabei encontrando um monte.

Então, comecei o passeio de câmera em punho. Enquanto não achava o Banksy, ia fotografando os outros, num dos passeios mais coloridos e interessantes que já fiz.

E, como é regra da street art, de graça. Total 0800. 🙂

street_art_Bristol_Inglaterra_8

street_art_Bristol_Inglaterra_11

street_art_Bristol_Inglaterra_14

Vale dizer que na Inglaterra como um todo é fácil encontrar bastante street art, porém em Bristol e em Brighton, por serem cidades de uma cultura mais transgressora, por assim dizer, acha-se bastante delas.

Mas em Bristol tem para todos os gostos! Tem street art política…

street_art_bristol_inglaterra1

…engraçada…

street_art_bristol_inglaterra2

… de esperança de um mundo melhor…

Street_art_Bristol_Inglaterra10

… e que cabe em qualquer canto. Porque street art mesmo não precisa de parede para acontecer.

Street_art_Bristol_Inglaterra12

Street_art_Bristol_Inglaterra13

A verdade é que tanta arte assim acabava por deixar Bristol bem colorida! 🙂

street_art_bristol_inglaterra5

street_art_Bristol_Inglaterra_17

street_art_bristol_inglaterra3

street_art_bristol_inglaterra4

Colorida até mesmo nas paredes que não tinham pinturas! 😉

street_art_Bristol_Inglaterra_9

Todas essas eram de outros artistas. E como Banksy influenciou o estilo de muita gente, às vezes eu ficava na dúvida se essa ou aquela arte eram dele mesmo ou era uma reinterpretação de outro artista…

Street_art_Bristol_Inglaterra9
Esse soldado… será que era dele??

Mas eis que de repente – achei!! Um Banksy original, na minha frente! 😀

street_art_banksy_bristol_mild_west

Alegria! E depois de ver tanta street art, a gente passa a reconhecer um pouco da diferença dos traços dele e dos outros grafittis, e nem demora muito, acaba achando outro Banksy, original…

street_art_Bristol_Inglaterra_Banksy
Street art “Love Cheats”, de Banksy! Irreverente e indefectível, pelo traço dele!

E depois que a gente descobre o primeiro, a brincadeira de seguir as pistas passa a ficar interessante…

street_art_Bristol_Inglaterra_33
Outra de Banksy: uma caveira da morte pilotando o timão de um navio. Pintada – imagine você – num navio onde acontecem várias festas. Pois é, a palavra de ordem de uma street art é transgredir mesmo!

E tinha mais, bem mais! Era muita busca por Banksy para pouco tempo de Bristol.

Porém, eu já estava saindo satisfeita, e cheia de colorido nos olhos. E ao mesmo tempo, com vontade de voltar para Londres e procurar mais artes dele, que ele também deixou pela capital.

E cheia de vontade também de comprar um quadrinho com uma obra dele e pôr lá em casa. Já que não dá para grafitar a parede, pelo menos eu vou “transgredir” a minha do jeito que dá.

Acho que esse, aliás, é o bacana da street art. Você pode ver e ficar apaixonado por ela, ou detestando do jeito que for. Mas não sai assim, indiferente.  Isso não.

E eu acho ótimo. Afinal, já que dizem que as pessoas das cidades construíram muros ao invés de pontes entre elas mesmas… bom, ao menos que estes sejam mais coloridos, né? 🙂

***************************************************************

Gostou e quer saber como fazer um roteiro bacana atrás das street arts de Bristol? Vamos lá:

O melhor mesmo é sair andando de câmera na mão e olho atento. Mas áreas bacanas para encontrar são:

– No centro, próximo às que ficam perto da Quay Street (veja o mapa aqui);

– No bairro Stokes Croft, onde estão várias das street arts deste post e uma arte grande original do Banksy (a do ursinho atirando uma bomba) – veja o mapa aqui;

– No Bristol Museum and Art Gallery tem a escultura do anjo, feita por Banksy, exposta (fica na Queens Road, veja o mapa aqui);

street_art_Bristol_Inglaterra_18
Escultura feita por Banksy, exposta no Museu de Bristol. Quem disse que a praia do cara era só pintura?

– Na College Green, pertinho ali do Bristol Museum, é possível ver outro grafitti original do Banksy, o “Love Cheats” – veja o mapa aqui;

– E se você se apaixonou pelo cara e queria ficar com ele, mas não tem como levar um muro para casa, leve um livro: aqui tem o melhor livro sobre a história por trás dos grafittis dele que eu já vi. 14,99 libretas na Urban Outfitters (facinho de achar em Londres!).

Eu fui por conta própria, mas vi uma galera que tava fazendo walking tour atrás das pinturas de Banksy por Bristol. Acredito que deve ser interessante, porque todo walking tour vem com o plus de ter um monte de dicas e histórias bacanas sobre as pinturas. Se você se anima, tem o link para o walking tour do Banksy aqui.

E se você prefere ir por contra própria, aqui um mapinha com todas as obras dele espalhadas pela cidade. Só ver as indicações e sair à “caça”. 🙂

Agora diga aí: não é quase uma versão adulta e alternativa da nossa caça aos ovinhos de páscoa? (e light, ainda por cima!). 🙂

[box]

Para ajudar na sua viagem:

Hotéis em Londres | Passagens aéreas para Londres | Ingressos para atrações em Londres (compre em português)

 

Dicas Gerais:

Do baratinho ao classudão: dicas de onde comer em Londres

Onde se hospedar em Londres: dicas para cada bolso

Vale a pena ver a troca da Guarda Real do Palácio de Buckingham?

Lojas e compras:

Cat-cafés: tomar café com gatos virou moda em Londres

Foyles: a melhor livraria de Londres

Fortnum and Mason: Compras com gosto de realeza

Atrações e Passeios:

Visita aos Estúdios do Harry Potter

Torre de Londres: Histórias, Fantasmas e Ursos Polares

Outras cidades da Inglaterra:

Stratford Upon Avon: Tour de um dia só na cidade de Shakespeare

Legoland: Um passeio com crianças nos arredores de Londres

Banksy, street-art e uma caça aos graffitis em Bristol.

Brighton: Todas as dicas (e vários motivos) para você se apaixonar por lá

Warwick: um castelo para crianças a duas horas de Londres

Festival de Balões em Bristol: Um show de luz e de graça (de graça!)

[/box]

Comments

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário! :)
Por favor escreva seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.